04/12/2019 às 12h04min - Atualizada em 04/12/2019 às 12h04min

O silêncio da madrinha de Santa Maria.

Blog da Cris Oliveira
Mesmo com muitas campanhas contra os crimes que vem acontecendo contra mulheres no DF, parece que em Santa Maria a coisa está pior do que era imaginado. O Administrador Regional, em pleno horário de expediente foi acusado de assédio sexual por uma servidora da administração, que registrou ocorrência na delegacia da mulher. A repercussão do caso está estampada nos veículos de comunicação, mas a deputada Jaqueline Silva, que indicou o administrador não respondeu à imprensa sobre o caso. Até agora não falou nada. Quem cala consente? Aquela história de sempre: deu certo foi a deputada, deu errado…
O Santo nega o assédio, mas comete a gaffe na nota.
Em nota oficial para imprensa o Administrador disse que a funcionaria denunciou porque está sendo acusada de fornecer informações sigilosas sobre obras na cidade. Mas a Lei da Transparência e acesso à informação fica como? Existe obras em segredo em Santa Maria?
O nojento diálogo revolta as mulheres.
Nos grupos de WhatsApp e nas redes sociais o diálogo do administrador que fala em “gozar gostoso” e tido como nojento e asqueroso por muitas mulheres que se solidarizam com a servidora que na entrevista relata perseguição.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »