16/02/2020 às 06h35min - Atualizada em 16/02/2020 às 06h35min

Polícia localiza covas macabras com 6 mil corpos

Mais de 6 mil cadáveres foram descobertos em seis valas comuns no Burundi, informaram as autoridades policiais neste domingo (16) horário local. Pierre Claver Ndayicariye, presidente da Comissão de Verdade e Reconciliação, disse que os restos das vítimas foram recuperados, além de milhares de cartuchos de balas. Muitas vítimas foram identificadas através de roupas, óculos e jóias religiosas, incluindo rosários.

Em referência a um massacre que se acredita ter atingido pessoas da etnia hutu, Ndayicariye disse que as famílias das vítimas agora são capazes de “quebrar o silêncio” imposto há 48 anos. A população do Burundi está fortemente dividida entre os grupos étnicos tutsi e hutu. Uma guerra civil de 2005 entre elementos das duas tribos matou pelo menos 300 mil pessoas.

O país da África Oriental lançou o projeto em 2014 para investigar atrocidades cometidas desde 1885. Durante o início do século 20, a Alemanha, a Bélgica e a Inglaterra travaram duras guerras por procuração em todo o país, destruindo infraestrutura e aldeias inteiras. Para chegar a um acordo com o passado violento do país, dominado pela ocupação colonial, guerra civil, décadas de massacres e limpeza étnica, a agência foi incumbida de trazer à tona evidências dos crimes.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »