17/05/2020 às 08h52min - Atualizada em 17/05/2020 às 08h52min

​Político sério tem palavra e honra compromissos com aqueles que o elegeram!

Valter Primus
Correio de Santa Maria

Antes de me decidir pela política, passei vários anos analisando a postura dos “nossos” políticos, bem, como o trabalho, atuação, respeito pelo povo, enfim a postura de cada um que foi eleito e agora se tornou um representante do povo, que nós elegemos.
Durante esse período de análise, observei que, poucos fizeram jus a confiança depositada nas urnas. E, em se tratando de dar uma satisfação aos seus eleitores e ao povo de um modo geral, poucos apresentaram um balanço de seu mandato, ou sequer apresentaram projetos e propostas inovadoras, ou simplesmente  defenderam os interesses dos cidadãos.
Somado aos descasos acima narrados vieram os escândalos, corrupção e mentiras, mesmo assim, alguns que ainda tem compromisso com o povo vem tentando sobreviver, tentando com esse intuito manter como aliados pouquíssimos eleitores que acreditam que ainda vale à pena acreditar que ainda existe político sério. Mesmo assim é bom que o político tenha consciência que o eleitor acordou e, até os que eram considerados analfabetos políticos estão de olhos abertos.
Não quero aqui me intitular o dono da verdade, mas, não a minha decisão de me tornar um representante do povo, a começar pela Câmara de Vereadores de Novo Gama, não foi tarefa fácil e rápida como alguns pensam. Foram dias e noites comparando o político com o cidadão comum, e tendo como princípio e formação a certeza de que a ética, honra e honestidade deve andar de mãos dadas com aquele que jurou durante a sua diplomação ser guardião dos anseios da população, principalmente daqueles que o elegeu e ainda, dar satisfação a todos de seu trabalho e justificar o salário que ganha, até porque o política, nada mais é do que um funcionário do povo.
Através das minhas palavras quero transmitir ao morador e ao eleitor também, que é hora de MUDANÇAS, é hora de dar um BASTA na velha forma de fazer política.  Em primeiro lugar, vamos observar a conduta de todos os candidatos para então depositar a confiança, através do voto.  Muitos velhos políticos ainda acreditam que para ganhar a simpatia do eleitor tem que se sentar em um BOTECO para beber com seu eleitorado ou ainda aquele cara simpático e brincalhão, que aparece na véspera das eleições com uma cesta básica para aquela família pobre e sofrida, ou que promete um empreguinho fácil, depois de eleito. Não acreditem em facilidades.
Em segundo lugar, a nossa atenção tem que ser redobrada com aquele que vem como candidato a prefeito prometendo um município totalmente novo, construindo num estalar de dedos escolas, creches, hospitais, estádio de futebol, etc. Enfim, obras são feitas com dinheiro em caixa. E quando não se tem esse dinheiro porque os impostos arrecadados no município não superam os gastos, o político deve ter um bom trâmite com o seu governador, com os deputados federais para que obtenha emendas ou empréstimos para poder tocar a sua gestão. E no caso do vereador, de nada adianta criar um Projeto de Lei se não criar a fonte que vai gerar o valor para o cumprimento desse projeto. Lembre-se que alguém com essas características, quando se elege nem se lembra do nome daquele que entregou  seu santinho ou percorreu as ruas da cidade ao seu lado. E triste, mas é real!
Outra coisa que o eleitor tem que aprender a descartar e de forma rápida, é com o tipo que se diz liderança, acompanha o candidato nas caminhadas pregando mentiras para a comunidade que diz liderar, tudo isso em troca de migalhas como tijolos, telhas, cimento, uma cesta básica, um empreguinho em qualquer lugar. etc.  É hora de acabar com essa cultura medíocre, ineficiente, mentirosa e intragável.
Amigo morador de Novo Gama, não acreditem em facilidades!
Nós, cidadãos, precisamos nos posicionar, aprender que é preciso participar, discutir, apresentar idéias e apoiar candidatos que não nos darão as costas depois de eleito. Mas, que caminharão conosco, dando vez e voz, sendo amigo daqueles que contribuíram para seu mandato. Atendendo uma coletividade, grupos e trazendo vários benefícios para o município e dizendo não àqueles buscam interesse individual.
Temos que ter representantes que nos dê informações, que saiba cobrar com insistência soluções para os problemas sociais, que nos permita acompanhar o seu mandato, requerimentos, pedidos, e reivindicações populares. Saber escolher, reconhecer o que é bom de verdade.
O papel do político é ser um representante da sociedade, defender a luta social, de classes, de entidades, que atue com vontade para melhorar a vida da comunidade em seu município ou cidade com senso de justiça e coerência. Pois, a principal característica que faz de um  cidadão um bom político é sua capacidade de colocar o interesse público acima dos seus próprios interesses.
O papel do líder é servir constantemente ao povo, que não tem este perfil, antes de se tornar candidato pode desocupar o lugar para outro!
É dentre desse contexto e posicionamento que eu, Valter (O primo da 14), coloco o meu nome para ser analisado pela comunidade como candidato a pré candidato a uma cadeira na Câmara de Vereadores de Novo Gama.
Um abraço e até a próxima.
Valter, o Primo da 14
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego