24/05/2020 às 07h54min - Atualizada em 24/05/2020 às 07h54min

“Estamos, sim, tendo mortes diariamente desnecessárias”, diz Nise Yamaguchi ao defender a hidroxocloquina

Para ela, a decisão do Conselho Federal de Medicina é uma grande vitória.

Conexão Política

A oncologista Nise Yamaguchi, uma das profissionais cotadas para assumir o Ministério da Saúde, concede neste exato momento uma entrevista por videoconferência ao jornalista Oswaldo Eustáquio.

Ela voltou a defender o uso da hidroxocloroquina no tratamento da Covid-19 no Brasil.

Nise, que possui mais de 40 anos de atuação na medicina, afirmou que “nós estamos, sim, tendo mortes diariamente desnecessárias por não fazer uso da medicação”.

“[A população] está alardeada todos os dias como se os tratamentos fossem extremamente tóxicos e [estivessem] causando mortes, problemas cardíacos. E isso não só no Brasil, mas também na imprensa mundial”, afirmou.

Nise Yamaguchi diz enxergar no Brasil, em referência aos estados e municípios, uma política com “mais foco nos aparelhos de respiração e etc, do que no tratamento precoce.”

“Hoje, no Brasil, não tem hidroxicloroquina distribuída no pais, não tem a produção necessária [da hidroxicloroquina] , não tem acesso do paciente.”

 

Ela foi além e assegurou que atualmente “os médicos não prescrevem a substância por medo, mesmo tendo autorização do Conselho Federal de Medicina.”

Segundo Nise, o bombardeio contínuo da imprensa e de alguns governantes contra a medicação, tem feito com que até os pacientes rejeitem a substância.

“[O paciente] foi ensinado todos os dias de que ele poderia morrer, do remédio, mas não disseram que se tomar a medicação, ele tem uma chance bem menor de morrer.”

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »