27/05/2020 às 10h28min - Atualizada em 27/05/2020 às 10h28min

Vídeo: embriagada, PM de Goiás dá “carteirada” em blitz no DF e é presa

Registro mostra mulher zombando de colegas que exigiam que ela chamasse alguém para conduzir seu veículo, já que estaria alcoolizada. Ela acabou presa e liberada em audiência de custódia

MAIS GOIÁS

Um vídeo feito por policial militar do Distrito Federal (DF), mostra quando uma colega de profissão, 1° sargento da PM de Goiás, se recusa a colaborar com uma blitz realizada na Capital Federal na segunda-feira (25). Ela estaria alcoolizada e afirmou trabalhar no Gabinete Militar, no Governo de Goiás, na tentativa de ser dispensada. Como a “carteirada” não funcionou, a mulher tentou zombar dos policiais, que teriam patentes mais baixas, mas acabou autuada por desacato: “vocês são lixo”, disse. A data da abordagem ainda não foi confirmada.

O registro foi feito por um policial que presenciou a cena e foi publicado originalmente no perfil do Delegado Waldir no Instagram. Até a manhã desta terça-feira (26) possuía mais de 27 mil visualizações. Na gravação, ao ser indagada pelos policiais se havia alguém que pudesse dirigir o veículo em que estava, a mulher diz que iria para a região conhecida como Cruzeiro, onde fica a casa da sogra. “Eu tô bem”, afirmou. Os policiais rebatem dizendo que ela não está. “Estou levando a minha sobrinha e você diz que não estou bem?!”, respondeu.

Os policiais seguem tentando fazer com que ela aceite ajuda para levar o veículo. Ela insiste, dizendo que está bem. “Eu trabalho no Gabinete Militar, com o doutor Ronaldo Caiado. Se você quiser me acompanhar até lá [a casa da sogra], eu agradeço”, diz. O policial se impõe e diz: não. “Terceiro sargento?! Ridículo!”, zomba. Ela continuou: “segundo sargento? Eu sou primeiro sargento. Vai pegar ladrão“, continua em outro vídeo. “Fica aqui enchendo o saco com polícia (sic), desconfia. Vai pegar ladrão. É vergonhoso“, declara ela aos policiais.  “Dizer que eu estou embriagada?!”.

Respostas

primeiro sargento da Polícia Militar de Goiás, F.S.F., está mesmo lotada na Secretaria de Estado da Casa Militar. O Mais Goiás tentou contato com a mulher, mas não obteve resposta. O canal continua aberto para a livre manifestação da militar.

Procurada, a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO), por meio da assessoria de comunicação, informou que ela é integrante dos quadros  da corporação e que estava de folga no momento do ocorrido. A PMGO ainda reforçou que ela foi autuada por desacato em Brasília e que adotou medidas administrativas para que os fatos sejam esclarecidos localmente.

A PMDF afirmou que a sargento “foi presa e autuada pela prática do crime militar de Desacato a militar, art. 299 c/c art. 9º, inciso II, alínea “a” ambos do Código Penal Militar” e foi  recolhida no Presídio Militar no 19º BPM – PMDF, mas liberada às 14h, após audiência de custódia.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego