02/09/2020 às 07h11min - Atualizada em 02/09/2020 às 07h11min

Bolsonaro pronto para nadar de braçada em 2022

Governadores em primeiro mandato que sonhavam usar seus governos como trampolim para chegar ao Palácio do Planalto nas eleições de 2022, começam a reavaliar essa fantasia. Por não desejarem entrar em aventura suicida, vão tentar a reeleição. É o caso de João Doria.

A exemplo do tucano que mantém seu ninho em São Paulo, outros governantes também assustaram-se com a performance de Jair Bolsonaro em todo o País, respeitados os números apresentados pelo instituto Paraná Pesquisas, em levantamento que acaba de sair do forno.

Segundo a pesquisa, que circula em redes de aplicativos de grupos bolsonaristas, o apoio ao presidente é retumbante, de Norte a Sul, cobrindo o Sudeste, o Centro Oeste e o Nordeste. Uma espécie de candidato imbatível.

Do ponto de vista de analistas políticos, ninguém quer entrar em bola dividida, temendo sofrer uma séria contusão e ficar fora da disputa em 2026, quando, já no segundo mandato, Bolsonaro terá de passar a faixa presidencial.

Pelo visto, apenas a esquerda (se Lula e Ciro entrarem num acordo) deve lançar candidato em 2022 em condições de mexer com os brios de um ou outro eleitor, mas sem representar nenhuma ameaça. O resto vai tentar buscar fôlego para a sucessão quatro anos depois.

Veja o percentual de apoio a Bolsonaro, estado por estado (além do Distrito Federal):

Acre 74,18%, Alagoas 58,36%, Amapá 72,29%, Amazonas 66,18%, Bahia 69,62%, Ceará 67,46%, Distrito Federal 71,25%, Espírito Santo 80,70%, Goiás 77,25%, Maranhão 61,90%, Mato Grosso 60,36%, Mato Grosso Sul 54,55%, Minas Gerais 62,81%, Pará 59,67%, Paraíba 60,91%, Paraná 67,88%, Pernambuco 68,09%, Piauí 65,71%, Rio Janeiro 69,72%, Rio Grande Norte 76,51%, Rio Grande Sul 69,39%, Rondônia 69,85%, Roraima 60,43%, Santa Catarina 82,41%, São Paulo 71,47%, Sergipe 61,13% e Tocantins 61,23%.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »