12/10/2016 às 16h00min - Atualizada em 12/10/2016 às 16h00min

Erivaldo Alves é eleito presidente da FFDF

O trabalho realizado como presidente interino da FFDF na gestão anterior garantiu a Erivaldo Alves, vitória por unanimidade.

CSM online

 
Em um dos pleitos mais tranquilos dos últimos tempos, foi confirmada neste último sábado (1º/10/2016) a vitória da chapa “Seguir em Frente” na eleição realizada para a gestão 2016-2020 da Federação de Futebol do Distrito Federal. Com o resultado, o atual gestor Erivaldo Alves confirmou a sua permanência à frente da entidade máxima do futebol Brasiliense com amplo apoio da cartolagem local.

A chapa “Seguir em frente”, encabeçada por Erivaldo Alves (presidente), Daniel Vasconcelos (primeiro vice) e Lourival Moreira (segundo vice), vaicomandar, a Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF), no quadriênio 2016/2020.

Erivaldo Alves assumiu a presidência da Federação de Futebol do Distrito Federal em agosto de 2015, por razão da destituição do antigo gestor. Os primeiros passos da sua gestão interina tiveram como objetivo principal escrever uma nova história da entidade para colocá-la novamente em posição de destaque, uma vez que ela se encontrava completamente desorganizada e desprestigiada. E, com muito êxito e eficiência, atingiu seu objetivo em pouco tempo.

Na atual conjuntura, eleito presidente da entidade, Erivaldo terá um mandato inteiro pela frente no qual, pretende desenvolver excelente trabalho  pelo Futebol local, retribuindo assim  o “abraço coletivo” que recebeu da maioria dos clubes.

Erivaldo Alves terá em sua companhia Daniel Vasconcelos (ex-presidente do Luziânia) e Lourival Moreira (ex-dirigente do Planaltina) como primeiro e segundo vices. No conselho fiscal foram eleitos Geraldo Vasconcelos, João Torquato dos Santos e Natanael Ribeiro de Oliveira. A missão será agora de conseguir a liberação das demais praças esportivas do DF que ainda dependem de laudo para abrigar jogos e buscar meios de  tornar o campeonato candango atrativo para o público e empresários.

Apesar de ter sido noticiado que o Gama não apoiaria a nova composição, o presidente Antônio Alves do Nascimento Neto (Tonhão) votou na chapa de Erivaldo Alves. O Gama teria se posicionado contra a composição da chapa atual em virtude da não participação de um representante do alviverde (Miguel Peres) na eleição. Miguel Peres não teria obtido apoio suficiente para ser indicado como cabeça de chapa. Emocionado com o companheirismo e respeito que lhes foram dedicados durante a gestão interina,  Erivaldo Alves prestou seu fraterno agradecimento: “Agradeço a cada um dos presidentes pelo voto de confiança dedicado a nós. Vamos esquecer o passado e seguir em frente. Com união podemos fazer da nossa federação cada vez mais forte”, declarou o agora presidente eleito Erivaldo Alves.

NR: Erivaldo alcançou patamares ainda mais altos. Em março deste ano ele foi eleito para integrar o Conselho Consultivo da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com o mandato de um ano. Pouco depois, o presidente da FFDF foi chefe da delegação da seleção brasileira sub-20, treinado pelo campeão olímpico Rogério Micale, em um torneio na Coréia do Sul.

Para o presidente recém eleito, o foco agora é colocar os clubes do DF no cenário nacional


Federação de Futebol do Distrito Federal buscará apoio do governo e empresários para levar público aos estádios e reerguer os clubes locais. Pelo menos dois times poderão ascender em quatro anos 


Recém empossado Presidente da Federação de Futebol do Distrito Federal-FFDF, Erivaldo Alves já tem as táticas desenhadas para a nova gestão, que está focada em levar o público para assistir os jogos nos estádios.  Com uma proposta ousada, a nova direção da entidade quer, em quatro anos, reerguer os clubes de futebol do Distrito Federal e levar pelo menos um dos times à Série B do Campeonato Brasileiro.  

“A gente sabe que time de futebol precisa de torcida. Na gestão passada teve competições com os portões fechado. Isto foi péssimo para os clubes e tem impacto até hoje no futebol do DF”, avalia Erivaldo Alves, que assumiu a federação em agosto de 2015, após a destituição do antigo mandatário. Nos planos da nova diretoria da Federação está uma aproximação com o Governo de Brasília, em busca de solução para reabrir o Serejão (Taguatinga); Augustinho Lima (Sobradinho); Rorizão (Samambaia); e o Estádio JK (Paranoá). “Teremos uma reunião com o governador Rodrigo Rollemberg para pedir essas reformas exigidas pelo Estatuto do Torcedor. Entendemos que apenas, a partir da abertura dos portões, vamos conseguir ajudar os clubes a encontrar novos patrocinadores”, explica Erivaldo. 

Hoje, segundo ele, muitos clubes estão passando por dificuldade financeira, pois não há interesse dos patrocinadores. “Quem vai investir num time que joga dentro de um estádio fechado, sem público?”, questiona Erivaldo. O presidente da FFDF também destaca que sua gestão será focada na transparência e na sintonia com todos os clubes da região. “Vamos juntos levar o futebol do Distrito Federal para a série C, B e, quiçá a série A do campeonato brasileiro”, prevê. 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »