09/09/2020 às 20h28min - Atualizada em 09/09/2020 às 20h28min

CIDADE OCIDENTAL: Por falta de bom senso da Prefeitura quadra de basquete poderá ser demolida

Por Nilton Magalhães
Da Redação Toda Hora

Apesar da intenção da prefeitura em revitalizar, a quadra de basquete da SQ 13 em Cidade Ocidental pode estar com seus dias contados

 

O assunto já se tornou “polêmico”, e gerou descontentamento e não agradou a todos no município de Cidade Ocidental – GO, como os jogadores de basquete, pois conforme informações a quadra será demolida sendo substituída por um campo, uma petição representada pelo atleta Paulo Henrique Pereira Santos, tem ganhado um grande número de apoiadores e força contra a demolição da quadra de basquete da SQ 13.
 

Paulo Henrique disse a nossa reportagem que a quadra já se tornou um ponto histórico da cidade, e que não ver necessidade em demolição, já que o campo poderia ir para outro bairro, com mais necessidade.

“Esperança para os jovens e futuros atletas o esporte forma cidadãos há várias gerações” assim eu e muita gente vemos o basquete, desabafou Paulo Henrique. Já Diogo Augusto, esportista, falou da importância da quadra, para prática de esporte no município.

ASSINATURAS DA PETIÇÃO

As assinaturas começaram a ser colhidas na sexta-feira 28/08, já na segunda-feira 31/08 já haviam sido colhidas 705 assinaturas, para a não demolição da super quadra de basquete da SQ 13.

O QUE DIZ A SECRETARIA DE ESPORTES

Márcio Veras, secretário de esportes do município, garantiu que a obra será feita, e que os atletas não serão prejudicados, disse também que uma das quadras receberá uma cobertura e que a quadra da escola municipal Silva Neto poderá ser usada quando não tiver aula, disse.

ATLETAS SÃO EXPULSOS PELA GCM

Na sexta-feira 04/09 segundo informações repassadas à nossa reportagem, os atletas que praticavam esportes na quadra SQ 13 foram “expulsos” pela GCM de Cidade Ocidental.

FICAREMOS DE OLHO

A reportagem do Toda Hora estará acompanhando o desenrolar desse caso, e que não seja “mais um” onde a voz mais forte ou decisão de quem está com a máquina seja predominante e decisiva, assim deixando a sociedade sem poder reivindicar o que é melhor para os atletas daquele município.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »