15/10/2016 às 06h38min - Atualizada em 15/10/2016 às 06h38min

​Secretaria de Educação do DF abre concurso público com mais de 1.770 vagas

Correioweb

Os salários chegam a até R$ 5.237,13
 
A Secretaria de Educação do Distrito Federal publicou nesta sexta-feira (14/10) o tão esperado edital para o concurso público do órgão. São ao todo 1.770 vagas de nível médio e superior, com salários que variam de R$ 2.068,43 a R$ 5.237,13. Para a ampla concorrência foram disponibilizadas 946 vagas e 225 vagas para candidatos portadores de deficiência. Além disso, foram disponibilizadas ainda 1.726 vagas para formação de cadastro reserva. 

Do total de vagas, 800 são para o cargo de professor de educação básica, nas áreas de atuação em: artes, biologia, ciências naturais, filosofia, física, geografia, história, letras - espanhol, francês, inglês, japonês e língua portuguesa -, matemática, química e sociologia. 


Também estão abertas 40 vagas para analista de gestão educacional, destinada a graduados em tecnologia da informação (TI) ou diploma de qualquer área com especialização em TI, psicologia, economia, direito, contabilidade, comunicação social, biblioteconomia, arquivologia e administração. Os postos de técnico de gestão educacional (230) e monitor de gestão educacional (100) podem ser preenchidos por candidatos com nível médio. 

Os candidatos ao cargo de Professor de Educação Básica serão submetidos a prova objetiva e discursiva no dia 22 de janeiro de 2017. Já as provas objetivas e a prova discursiva para os cargos de nível médio serão aplicadas na data provável de 29 de janeiro de 2017. Os candidatos serão submetidos ainda a prova objetiva, no dia 8 de março, além da avaliação de títulos. 

Os interessados podem se inscrever a partir do dia 2 de dezembro de 2016. O Centro de Aeleção e de Promoção de Eventos (CESP-UnB) vai receber os registros em seu site até às 18 horas do dia 23 de dezembro de 2016. A taxa é de R$55 para os professores com carga horária de 20 horas semanais, R$90 para os professores com carga de 40 horas, R$85 para os Analista de Gestão Educacional, R$55 para os Técnicos de Gestão Educacional e R$50 para os Monitores de Gestão Educacional. 

A prova 

As provas objetivas serão no estilo mais conhecido do Cespe, onde cada item pode ser julgado como Certo ou Errado. Itens marcados em desacordo com o gabarito oficial contam com pontuação negativa (1 ponto negativo), de modo que eles anulam itens marcados em acordo com o gabarito (que valem 1 ponto positivo). Questões deixadas em branco ou com marcação dupla valem zero ponto. Nas provas de conhecimentos básicos, para todos os cargos, serão cobradas as seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Lei Orgânica do Distrito Federal, Noções de Direito Administrativo, Bases legais e temas da educação nacional e distrital e atualidades.

Para os cargos de nível superior, também será cobrada a disciplina Legislação específica. Nas provas de Professor, entra ainda a disciplina sobre Temas Educacionais e Pedagógicos. Além dessas disciplinas, cada cargo de professor contará com disciplinas específicas relacionadas com a sua área. O cargo de professor de atividades, que conta com mais vagas, cobrará ainda noções de Fundamentos e bases legais da educação, Currículo e produção de conhecimento e Processo de ensino-aprendizagem.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego