20/11/2020 às 06h45min - Atualizada em 20/11/2020 às 06h45min

Detento do saidão é preso por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo

O homem, de 38 anos, deixou o Complexo Penitenciário da Papuda na terça-feira (17/11) para o saidão

A 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul) deflagrou, nesta quinta-feira (19/11), a operação Ouro Branco, que resultou na prisão de um detento, de 38 anos, que havia deixado o Complexo Penitenciário da Papuda na terça-feira (17/11) para o saidão — benefício concedido aos presos do regime semiaberto pela Vara de Execuções Penais (VEP). A ação contou com policiais da Diretoria de Operações Especiais (DOE).
 

O interno foi preso em flagrante por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Após diligências e ações de monitoramento, a equipe policial constatou que o preso havia sido recrutado para vender cocaína. Investigadores chegaram até o imóvel onde o suspeito mora, em Planaltina, onde apreenderam 0,5kg de entorpecente e uma pistola calibre .40, com numeração raspada. 

Na unidade policial, constatou-se que o interno cumpria pena na Papuda pelos crimes de homicídio e roubo. Agora, ele responderá, também, por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo. Ele foi recolhido à Carceragem da Polícia Civil e, caso seja condenado, pode pegar até 21 anos de prisão. 

Saidão

Mais de 1,7 mil detentos lotados no Complexo Penitenciário da Papuda e no Centro de Progressão Penitenciária (CPP), no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), deixaram as unidades prisionais, na manhã de terça-feira. Os 1.739 internos que tiveram o benefício deverão se apresentar ao respectivo complexo prisional na próxima terça-feira (24/11), às 10h. 

Tiveram direito ao saidão os presos das seis unidades prisionais, exceto o Centro de Detenção Provisória 2 (CDP 2), pois o complexo é destinado aos internos recém-chegados da Divisão de Controle e Custódia de Presos (DCCP) que cumprem quarentena em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »