05/12/2020 às 05h00min - Atualizada em 05/12/2020 às 05h00min

Testemunha acusa Flordelis de ameaçar e agredir filhos: “Tinha humilhação”

Alexander Vigna, que frequentava a casa da política, contou em depoimento que a deputada era "reverenciada" entre os parentes

deputada federal Flordelis foi acusada por uma testemunha de ameaçar e agredir os filhos. Alexander Vigna, que frequentava a casa da política, contou em depoimento durante audiência nesta sexta-feira (4/12) que presenciou Flordelis intimidando algumas crianças e o pastor Anderson do Carmo, morto em junho de 2019 com mais de 30 tiros na garagem de casa.

“Ela ameaçava as crianças e o próprio Anderson. Ela usava um salto bem alto e ameaçava machucá-los com sapato, tirar sangue da cara deles. Dizia: se você não fizer o que eu mando vou tirar sangue da sua cara”, disse Vigna durante a audiência, segundo informações do portal Extra.
 

1

Durante um intervalo da sessão, Flordelis se defendeu das acusações feitas por Vigna: “Isso é mentira e será provado. Vá até a minha casa ver como estão as minhas crianças”, disse a deputada aos jornalistas.

Vigna frequentou a igreja e a casa da família por pouco mais de quatro anos. A testemunha, que também é pastor, afirma que nunca presenciou agressões físicas de Flordelis aos filhos, mas apenas verbais. “Tinha humilhação verbal”, revelou.

O pastor também contou, segunda a reportagem, que Flordelis era reverenciada em sua casa e não era contrariada por ninguém, incluindo Anderson do Carmo. O objetivo da família, segundo a testemunha, era “poder e dinheiro”.

“O que se dizia na casa é que havia relacionamento entre ela e os filhos prediletos”, afirmou Vigna, dizendo que se recusa em chamar Flordelis de pastora.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »