18/02/2021 às 16h01min - Atualizada em 18/02/2021 às 16h01min

Ibaneis confirma para março volta às aulas presenciais na rede pública

As atividades nas escolas foram suspensas há quase um ano. Colégios particulares retomaram aulas de forma presencial no ano passado

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), confirmou, nesta quinta-feira (18/2), a volta às aulas presenciais na rede pública para 8 de março de 2021. À coluna Grande Angular, o chefe do Palácio do Buriti citou que as instituições privadas de ensino retomaram as atividades de forma presencial no ano passado, mesmo sem a vacinação dos trabalhadores contra a Covid-19.

“As escolas particulares retornaram sem vacina. Por que a rede pública tem de ser prejudicada?”, questionou o governador. Os detalhes sobre a volta dos alunos e educadores às salas de aula, incluindo eventual cronograma, serão divulgados pela Secretaria de Educação, de acordo com Ibaneis.
 

As atividades nas escolas do DF estão suspensas desde 12 de março de 2020, em razão da pandemia do novo coronavírus. Os estudantes passaram a receber conteúdo escolar no ensino mediado por tecnologia e por apostilas.

 

A confirmação do retorno às escolas públicas no próximo mês gerou reação do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF). A diretoria da entidade reivindica a imunização dos trabalhadores antes da volta às salas de aula. O posicionamento deve ser submetido à aprovação da categoria por meio de assembleia virtual.

“Da nossa parte, não há menor acordo para retorno sem a vacina. Temos exemplos reais de países e estados que optaram pelo retorno presencial sem imunização e estão tendo de recuar porque, comprovadamente, houve aumento imenso de número de infectados”, alegou a diretora do Sinpro-DF, Rosilene Corrêa.

Vacinação

O DF começou a vacinar a população contra a Covid-19 em 19 de janeiro. Segundo a Secretaria de Saúde, 111.670 pessoas receberam a primeira dose, e a segunda dose foi aplicada em 11.170 cidadãos, até as 19h35 de quarta-feira (17/2).

Por enquanto, podem ser imunizados idosos com 79 anos ou mais, trabalhadores da rede pública de saúde, profissionais dos hospitais privados, pessoas com deficiência e idosos com mais de 60 anos que moram em instituições, povos indígenas aldeados, pacientes em home care, entre outros grupos específicos.

Antes do início da imunização, o Governo do Distrito Federal (GDF) anunciou que os professores e agentes de segurança entrariam na quarta fase da primeira etapa do plano de vacinação. Em relação ao planejamento, o DF está na primeira fase e os educadores não têm previsão de quando receberão as doses.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »