17/04/2017 às 07h02min - Atualizada em 17/04/2017 às 07h02min

Reforma da Previdência virá como um presente de grego

Notibras

O 1º de Maio será marcado por uma notícia pouco animadora para a classe trabalhadora. Um pouco antes, ou logo depois, o Palácio do Planalto espera ver concluída, no Congresso Nacional, a reforma da Previdência. Para mostrar que tem pressa, o presidente Michel Temer esteve reunido neste domingo, no Alvorada, com ministros e uma parcela da base aliada para discutir as mudanças.

Já são dadas como certas alterações na regra de transição para quem está na ativa, aposentadoria do trabalhador rural, aposentadoria especial para professores e policiais, pensão por morte e o Benefício de Prestação Continuada (BPC), pago a deficientes físicos e idosos sem condições de sustento.

Na reunião, que durou mais de três horas, foram avaliadas 130 emendas apresentadas por parlamentares ao texto original. Nesta terça-feira, 18, logo cedo, no mesmo Palácio da Alvorada, Temer reúne os deputados para apresentar o texto final. A expectativa é de que apareçam para um café da manhã mais de 350 parlamentares.

No mesmo dia, à tarde, Carlos Marum, presidente da Comissão Especial, deve liberar o relatório de Arthur Maia para votação. O governo trabalha com a expectativa de pedido de vistas coletivo para esfriar os ânimos. A votação final está prevista para a última semana de abril e a primeira de maio. Depois da votação na Câmara, o texto seguirá para o Senado, onde a tramitação será em regime de urgência.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego