03/04/2021 às 08h29min - Atualizada em 03/04/2021 às 08h29min

Vacinação das forças de segurança no DF é adiada para segunda-feira (5/4)

Inicialmente, a imunização aos servidores da área começaria neste sábado (3/4), como anunciado pela própria Saúde na noite desta quinta-feira (1º/4)

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) adiou o início da vacinação dos profissionais da segurança pública para segunda-feira (5/3). Inicialmente, a imunização aos servidores da área começaria neste sábado (3/4), como anunciado pela própria pasta na noite de quinta-feira (1º/4).

A reportagem questionou a secretaria sobre a decisão, e a resposta foi que “eles não estão nem programados para vacinação neste sábado”. Informou ainda que os três pontos de drive-thrus (Iguatemi, Parque da Cidade e Unieuro) serão exclusivamente a aplicação da segunda dose e dos idosos de 66 anos ou mais. “A vacinação dos membros das forças de segurança está sendo programada para começar no início da semana que vem, em pontos que serão definidos, e seguindo listas que estão sendo preparadas pelo comando de cada uma das forças”, esclareceu a secretaria.

Por meio de nota oficial, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-DF) confirmou que a imunização começa na segunda e que, além dos policiais militares, civis, bombeiros e agentes do Departamento de Trânsito (Detran), estão incluídos no grupo os policiais penais, federais e rodoviários federais. O órgão garantiu que as 2.237 doses já estão reservadas pela SES-DF e serão distribuídas, proporcionalmente, de acordo com o efetivo de cada órgão.

“A distribuição de todas as doses de vacinas contra covid-19 destinadas à Segurança Pública seguirá a mesma lógica, à medida que chegarem ao DF”, afirma o secretário de Segurança Pública, delegado Júlio Danilo. A organização e os postos para aplicação dos imunizantes serão definidos de acordo com o plano interno de cada órgão, e deverá levar em conta critérios como idade e maior exposição ao risco de contágio e transmissão.

Mais vacinas

Nesta quinta-feira (1º/4), o DF recebeu 116 mil doses das vacinas CoronaVac — produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac — e da Covishield, desenvolvida pela Universidade Oxford, com a farmacêutica sueco-britância AstraZeneca. Do total das doses enviadas, apenas 2.237 doses serão destinadas aos profissionais da segurança nesse primeiro momento.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego