01/05/2021 às 07h55min - Atualizada em 01/05/2021 às 07h55min

Gabinete de Renan já pagou R$ 429 mil a ex-suplente, secretário no governo do filho

Fábio Farias é chefe do Gabinete Civil de Alagoas, estado governado por Renan Filho, e ex-suplente de Calheiros no Senado

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) já destinou ao menos R$ 428,8 mil de cota parlamentar para um de seus ex-suplentes, o médico Fábio Luiz Araújo Lopes de Farias.

Os
 dados disponíveis no site do Senado Federal. Os recursos foram destinados entre janeiro de 2010 e fevereiro de 2021.

Trata-se de dinheiro público usado para alugar um imóvel em Maceió, capital de Alagoas, que serve como escritório político de Renan no estado, algo permitido pelo Senado.

 

Atualmente, Fábio Farias (imagem abaixo) é secretário-chefe do Gabinete Civil do estado de Alagoas, governado por Renan Filho – que, como o próprio nome já diz, é filho do senador. Fábio Farias foi um dos doadores da campanha de Renan Filho (MDB-AL) ao governo local, em 2018. Segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), doou R$ 10,4 mil ao filho do senador.

Reprodução/ Facebook
Ex-suplente de Renan Calheiros e atual secretário-executivo de Renan Filho

Ex-suplente de Renan Calheiros e atual secretário-executivo de Renan Filho

Fábio Farias, ex-suplente de Renan Calheiros e atual secretário-executivo de Renan Filho

Durante as legislaturas 54ª e 55ª (ou seja, entre 2011 e 2019) do Senado, Fábio Farias foi suplente de Calheiros.

O imóvel fica na esquina das ruas Paulina Maria de Mendonça e Nelson de Azevedo Souza, na capital alagoana, Maceió.

O dinheiro da verba indenizatória, ainda hoje, paga também as despesas de água, luz e o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) do local.

1

O valor gasto por Renan Calheiros com essas contas não foi incluído nos R$ 428,8 mil, porque quem recebe os valores diretamente são as empresas responsáveis pelos serviços e o governo local.

Em 2013, a revista veja já havia revelado que o escritório se localiza no mesmo prédio do diretório alagoano do MDB, hoje presidido por Calheiros.

À época, o então PMDB explicou que o escritório parlamentar funciona no mesmo imóvel da sede do partido, “mas as despesas não se misturam”.

A Calheiros disse que o aluguel do imóvel é totalmente regular. “O local é o escritório de apoio do senador. Está dentro do uso da cota parlamentar”, disse.

Já sobre o fato de Fábio ser ex-suplente do senador, a assessoria de imprensa disse que “não tem nada a ver”.

“O cara [Fábio Farias] tem um imóvel em que cabia a equipe. Cobrou o preço do aluguel, e recebe. A equipe do senador no estado trabalha lá”, prosseguiu.


 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego