04/05/2021 às 23h59min - Atualizada em 04/05/2021 às 23h59min

Caixa de Pandora: Toffoli pede vista em processo de falsificação contra Arruda

O ministro interrompeu o julgamento da 1ª Turma sobre o caso de falsificação em recibos de doações, sem data para retomá-lo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, pediu vista no processo em que o ex-governador do DF José Roberto Arruda é acusado de falsificar recibos para justificar doações durante sua campanha ao cargo máximo do Executivo local. O processo trata de irregularidades apontadas no âmbito da Opreação Caixa de Pandora, que apontou um dos maiores esquemas de corrupção na capital do país e levou o primeiro governador da capital à prisão, em 2009.
 

Durante a 7ª Sessão Ordinária da Primeira Turma do STF, realizada nesta terça-feira (4/5), o relator do caso, ministro Marco Aurélio, proferiu voto indeferindo habeas corpus à defesa do ex-governador. Ele foi acompanhado, com ressalvas quanto ao conhecimento, pelos ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso.

O voto da ministra Rosa Weber que, preliminarmente acompanhou o relator após votação do mérito. No entanto, Toffoli pediu vistas dos autos. Isso significa que ele analisará o caso por mais tempo antes de dar seu voto. Não há um novo prazo para votação.

O escândalo da Caixa de Pandora apontou um dos maiores esquemas de corrupção já vistos no DF. A operação se passou em 2009. Uma série de vídeos vieram à tona e depoimentos foram prestados apontando indícios de corrupção durante a campanha eleitoral que levou Arruda ao poder.


 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego