15/07/2021 às 12h58min - Atualizada em 15/07/2021 às 12h58min

Com Bolsonaro internado, Mourão desembarca em Angola

Vice-presidente representará o Brasil na Cúpula da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, em Luanda

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) desembarcou em Luanda, capital da Angola, nesta quinta-feira (15/7), para Cúpula da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). O general representará o chefe do Executivo brasileiro, Jair Bolsonaro (sem partido), que está internado em São Paulo, em decorrência de uma obstrução intestinal.
 
Mourão publicou fotos de sua chegada. O vice-presidente foi recebido por várias autoridades do país.
 
“Na chegada ao hotel, fomos agraciados com uma bela apresentação cultural. A dança é chamada de festejo dos povos Ovimbundos, muito utilizada nas tribos para celebrar ocasiões especiais”, declarou Mourão, na publicação. O ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto Franco França, acompanha o vice-presidente no compromisso diplomático.
 
O general substitui o presidente Jair Bolsonaro na Cúpula da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), que acontece nos dias 16 e 17. A previsão, segundo a assessoria, é de que o general só retorne ao Brasil no sábado (17/7).
 
Bolsonaro está hospitalizado desde a madrugada de quarta-feira (14/7) por conta de uma obstrução intestinal. O mandatário, que estava em observação no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, foi transferido para o Hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo.
 
Por volta das 21h de quarta, o hospital divulgou comunicado para informar que, em um primeiro momento, o chefe do Executivo nacional seguirá internado para tratamento clínico conservador. Por ora, a equipe médica descartou cirurgia de emergência, mas o mandatário vai permanecer internado sem previsão de alta.
 
“O senhor presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, foi transferido na noite desta quarta-feira para o Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, após passar por avaliação no Hospital das Forças Armadas, em Brasília, e ser diagnosticado com quadro de suboclusão intestinal. Após avaliações clínica, laboratoriais e de imagem realizadas, o presidente permanecerá internado inicialmente em tratamento clínico conservador”, diz a nota.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego