25/04/2017 às 07h09min - Atualizada em 25/04/2017 às 07h09min

Cristiano Araújo é condenado à perda do mandato por nepotismo

Decisão da Justiça se refere ao caso em que o deputado nomeou, em 2015, a mulher de um tio para o próprio gabinete

Metrópoles

O deputado distrital Cristiano Araújo (PSD) foi condenado à perda do mandato, nesta segunda-feira (24/4) por improbidade administrativa ligada à prática de nepotismo. O deputado é acusado de, em 2015, ter nomeado a mulher de um tio para o próprio gabinete. Ainda cabe recurso da decisão.

 

A determinação é do juiz Manoel Eduardo Pedroso Barros, da 3ª Vara de Fazenda Pública do DF. Além da perda da função pública, o distrital também foi condenado suspensão dos direitos políticos por cinco anos. Deve ainda ressarcir integralmente os danos aos cofres públicos relacionados à contratação da parente e pagar multa civil no mesmo valor do prejuízo ao erário.

 

A esposa do tio do distrital, Ana Lúcia de Melo, também foi condenada ao ressarcimento dos danos aos cofres públicos, solidariamente com Cristiano Araújo, e ao pagamento de multa civil.

As denúncias vieram à tona em novembro de 2015, quando o Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) entrou com uma representação contra a nomeação da tia do deputado para o gabinete dele, publicada em janeiro de 2015. Dias após a divulgação da denúncia, ela foi exonerada do cargo.

 

Enquanto estava lotada na Câmara Legislativa, Ana Lúcia de Melo ganhava salário de R$ 14.136,21. Entre janeiro e dezembro de 2015, segundo cálculos do MPDFT, ela recebeu mais de R$ 117 mil.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego