26/07/2021 às 08h25min - Atualizada em 26/07/2021 às 08h25min

Queiroga cutuca governadores: “Galinha cantando sobre ovos da outra”

Em live transmitida neste domingo, ministro da Saúde atribuiu, mais uma vez, a campanha de vacinação ao governo federal

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez uma provocação aos gestores estaduais e municipais sobre a compra de vacinas contra a Covid-19. Em live gravada neste domingo (25/7), na qual apareceu cantando e tocando sanfona ao lado de Gilson Machado, titular do Turismo, o cardiologista afirmou que todos os imunizantes utilizados no Brasil foram comprados pelo governo federal.
 
 
“Foi essa a determinação do presidente Jair Bolsonaro, mais Brasil e menos Brasília. Tem muita galinha cantando em cima dos ovos que outra pôs. Todas as vacinas foram enviadas pelo governo federal, sem exceção”, assinalou.
 
Durante a live, Queiroga reafirmou o compromisso de vacinar toda a população adulta do Brasil com as duas doses da vacina até o mês de dezembro. “Até o final do ano, todos acima de 18 anos, que são cerca 160 milhões de brasileiros, estarão vacinados com as duas doses. Com isso, a nossa economia vai voltar a crescer esse ano, no mínimo, 5%. E o turismo de vento em popa”, disse o cardiologista.
 
Não é a primeira vez que Queiroga provoca gestores estaduais sobre a compra de vacinas contra a Covid-19. Em junho deste ano, o ministro da Saúde respondeu a post do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), sobre a antecipação do calendário de vacinação no estado.
“Até 15 de setembro, toda população acima de 18 anos já terá recebido a primeira dose. Planejamento, trabalho e senso de urgência. Viva a vida”, escreveu Doria.
 

Algumas horas depois, Queiroga comentou na publicação de Doria que viralizou: “Com certeza, governador João Doria. Com as doses enviadas pelo governo federal, por intermédio do Ministério da Saúde, a população adulta do estado de São Paulo estará imunizada até setembro com a primeira dose da vacina contra Covid-19″, disse o ministro.
 
 
Ao responder Doria, o ministro reforça a narrativa da gestão Bolsonaro de que o programa de imunização é coordenado pelo governo federal. Doria tenta demonstrar eficiência na logística de aplicação dos imunizante e se destacar do governo federal e demais estados.
 
Imediatamente após a postagem de Queiroga, o governador rebateu. “Quanto recalque, ministro. Bom domingo e uma ótima semana. Por aqui, vacinando”, assinalou Doria.
 
Reconhecimento
Um dia após as publicações, Queiroga afirmou que não se preocupa com o reconhecimento de governadores. “O MS não está preocupado com reconhecimento de governador. Estamos preocupados com imunizar a população brasileira, estamos preocupados com reconhecimento da sociedade brasileira do esforço que o MS faz. É uma ação tripartite entre o ente nacional e os entes subnacionais”, disse.
 
 
O cardiologista disse que a campanha de vacinação “vai muito bem” e que a antecipação do calendário em São Paulo prova o êxito do Ministério da Saúde. “É uma prova de que o MS está entregando doses e a sociedade brasileira já sabe disso, até porque todas as vacinas são adquiridas e distribuídas pelo MS”, declarou.
 
Live musical
Durante a live musical deste domingo, Queiroga e Gilson Machado exaltaram os ministros nordestinos do governo de Jair Bolsonaro (sem partido). “Rio Grande do Norte é o ministro Fábio Faria. Na Paraíba é o ministro Marcelo [Queiroga]. Em Pernambuco é o ministro Gilson. Em Sergipe é a ministra Damares. E na Bahia é o ministro João Roma”, destacaram.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego