11/08/2021 às 07h01min - Atualizada em 11/08/2021 às 07h01min

Programa Cartão Gás vai atender 70 mil famílias

Governador sanciona lei para dar um botijão a cada dois meses aos beneficiários do CadÚnico. Cadastramento está aberto

Foi lançado nesta terça-feira (10) o Programa Cartão Gás, que vai atender 70 mil famílias em situação de vulnerabilidade social. A cada dois meses, os beneficiados vão receber um auxílio no valor de R$ 100 para a aquisição de botijão de cozinha. Podem participar do programa aquelas pessoas já inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes).

 

Os inscritos no CadÚnico podem fazer a solicitação para participar do programa a partir desta terça-feira (10) pelo site do BRB. A instituição financeira será responsável pela distribuição dos cartões e a lista final dos contemplados será divulgada em 31 de agosto. Com isto, a previsão de entregar o benefício a partir de setembro.

 

O objetivo do Cartão Gás é reforçar a segurança alimentar de famílias atingidas pela crise sanitária. Para efetuar o saque, os participantes vão usar o cartão na função débito nos estabelecimentos cadastrados no programa para compra exclusiva do botijão. Segundo a lei sancionada, o programa tem previsão inicial de 18 meses.

 

Os requisitos para recebimento do auxílio são: estar inscrito no Cadastro Único, ter renda familiar per capita de até meio salário mínimo, ter declarado comprometimento de renda com a aquisição do GLP 13kg, residir no Distrito Federal e ter idade igual ou superior a 16 anos.

 

Durante o lançamento do programa no Palácio do Buriti, o governador Ibaneis Rocha comemorou a criação de mais um programa social no DF. “Estou feliz com o DF porque olhamos para todos os lados. Olhamos para o social, a prova disso é que nossos programas estão andando e andando bem”, afirmou. “Os programas sociais estavam esquecidos há muito tempo aqui no DF, pois os governos que nos antecederam esqueceram das pessoas. Pegamos secretarias que burocratizavam os programas e distanciavam as pessoas dos benefícios que elas precisam receber”, completou.

 

 

Para a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha, o Cartão Gás é “marcante por ser a entrega de mais um compromisso do governador com a população do DF”. Ainda segundo Mayara Noronha Rocha, a pandemia reforçou a necessidade de se olhar para o social e assim o governo tem feito.

 

O Cartão Gás é mais uma iniciativa do governo tocada a várias mãos. A execução do programa está a cargo da Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), o cadastro e a fiscalização dos estabelecimentos comerciais serão feitas pela Secretaria de Economia e o agente financeiro será o Banco de Brasília (BRB).

 

“Só quem não tem gás em casa sabe o que é não cozinhar. O que o governador está fazendo é matar a fome do povo. Falta muita coisa, mas nós estamos trabalhando”, destacou o secretário de Economia André Clemente.

 

Presidente do BRB, Paulo Henrique Costa elogiou a iniciativa do governador. “A sua sensibilidade e seu cuidado com aqueles que mais precisam são refletidas nesse programa, um programa moderno, eficiente e que o BRB tem orgulho de participar”, pontuou.

 

Moradora da Vila São José, em Vicente Pires, a jovem Jaciara de Batista Oliveira, de 19 anos, recebe benefícios do governo e prometeu se inscrever o quanto antes para ser contemplada pelo Cartão Gás. “Estou passando dificuldades, meu esposo está desempregado, o gás vai secando e estou com uma criança recém-nascida. Estou feliz de o governador ter liberado esse cartão para nos ajudar”, disse.

 

Antes de a lei ser sancionada e regulamentada pelo governador Ibaneis Rocha, o que ocorreu nesta terça (10), o texto passou pela Câmara dos Deputados. Aprovado com 18 votos favoráveis pela Câmara Legislativa do Distrito Federal, o programa nasceu de uma conversa entre o presidente da Casa, Rafael Prudente, e o governador Ibaneis Rocha.

 

“Esse projeto chegou e foi votado em tempo recorde lá na Câmara. Ninguém suporta o preço do gás hoje. O governo faz a parte dele entregando a cesta básica, mas o povo vai cozinhar como, questionei o governador, que disse durante uma conversa nossa: ‘vou lançar o Cartão Gás’. E assim, na mesma hora, nascia a ideia do programa”, recordou o presidente da Câmara Legislativa, Rafael Prudente.

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego