27/04/2017 às 07h44min - Atualizada em 27/04/2017 às 07h44min

Manobra: Juarezão não vai ouvir ex-chefe de gabinete da deputada Sandra Faraj na corregedoria da CLDF?

Do jeito que vai, talvez daqui a pouco será preciso investigar até a Corregedoria da notável CLDF…

Por Donny Silva

O Corregedor da Câmara Legislativa, deputado distrital Juarezão (PSB), convidou nesta terça-feira (25/4) o sócio-proprietário da Netpub Filipe Nogueira para prestar esclarecimento sobre o episódio em que ele acusa a deputada distrital Sandra Faraj (SD) de desvio de verba indenizatória. O convite enviado por telegrama prevê que o ex-funcionário da parlamentar compareça à Casa às 11h da próxima quinta-feira (27).

 

“Nós fizemos o envio do telegrama hoje (terça). Não vamos ouvir o ex-chefe de gabinete da Sandra Manoel Carneiro, apenas o servidor que fez a denúncia de que a deputada não havia pago”, disse Juarezão. Tal espantosa declaração chamou a atenção do Blog.

 

Segundo informações obtidas na CLDF, a deputada Sandra Faraj, temendo que seu ex-chefe de gabinete e testemunha, dê detalhes sobre o episódio da verba indenizatória ao Corregedor, teria conseguido através de um assessor direto de Juarezão, chamado Itamar Lima, que o convencesse a não ouvir Manoel Carneiro. E conseguiu. Ao menos por enquanto. A intermediação do pedido teria ocorrido através de um assessor de Sandra, amigo de Itamar.

 

Por quê o corregedor não quer ouvir o ex-chefe de gabinete que conhece todos os detalhes da luta da NetPub para receber de Sandra pelos serviços prestados? Ele é a principal testemunha que inclusive, quando era chefe de gabinete, recebeu de Sandra a incumbência de destruir uma carta de cobrança que foi enviada por Filipe ao gabinete da parlamentar, mas que ele simplesmente não a destruiu.

 

Procurado pelo Blog, Manoel Carneiro não quis comentar a decisão do Corregedor. Ele já foi ouvido pelo Ministério Público, que investiga a denúncia contra a distrital Sandra Faraj.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego