20/09/2017 às 07h27min - Atualizada em 20/09/2017 às 07h27min

Izalci: 'Culpa dos meus adversários.' De investigado a investigador

Izalci Lucas garante que denúncia por peculato não vai tirá-lo da disputa pela sucessão de Rollemberg

-Eixo capital

O deputado Izalci Lucas culpa os adversários políticos pela denúncia da Procuradoria-Geral da República protocolada na semana passada. A ação penal aponta que o tucano, quando exerceu a função de secretário de Ciência e Tecnologia, se apropriou de mercadorias doadas pela Rececita Federal, entre as quais sutiãs, brinquedos, materiais esportivos e computadores. O material sumiu. Izalci diz que fez doação para a Fundação Gonçalves Ledo para ações sociais e que vai provar tudo na Justiça na fase de processamento da denúncia no Supremo Tribunal Federal. Segundo ele, a culpa é do governo Agnelo Queiroz, que promoveu uma auditoria apontando desvios. A ministra Rosa Weber é a relatora da denúncia.

 

De investigado a investigador

 

Denunciado pelo ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot pelo crime de peculato, o deputado Izalci Lucas (PSDB/DF) integra como suplente a CPI da JBS, que deve se tornar a investigação contra os investigadores. O tucano vai propor hoje a convocação de Janot e de vários integrantes da força-tarefa da Lava-Jato. 

 

No páreo

 

Izalci Lucas garante que a denúncia por peculato não vai tirá-lo da disputa pela sucessão do governador Rodrigo Rollemberg (PSB). Mas só o tempo dirá.

 

De volta para casa

 

Depois da importante atuação na Operação Lava-Jato, os promotores de Justiça Sérgio Bruno Cabral Fernandes e Wilton Queiroz de Lima vão integrar a equipe da transição na Procuradoria-geral da República e, depois, vão retornar ao Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), o órgão de origem. Eles foram convidados a permanecer na equipe da procuradora Raquel Dodge, com quem trabalharam na Operação Caixa de Pandora, mas preferiram voltar. 

 

Investidas na oposição 

 

A ligação de apoio a Celina Leão (PPS) quando a filha da deputada foi agredida há 10 dias não foi a única investida do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) na oposição. Ele tem procurado distritais adversários para buscar diálogo e aproximação. 

 

Homenagem aos militares 

 

Depois da homenagem aos policiais civis que trouxeram medalhas do World Police and Fire Games, a deputada Celina Leão (PPS) promove hoje uma solenidade para prestigiar os policiais e bombeiros militares que também participaram da competição em Los Angeles. O evento será realizado às 19h, no plenário da Câmara Legislativa. O secretário de Segurança e Paz Social, Edval Novaes, confirmou presença. 

 

Volta à Presidência

 

O secretário de Cidades, Marcos Dantas, deve reassumir a presidência do PSB no DF. Ele deve ser reeleito para o comando da legenda do governador Rodrigo Rollemberg em 28 de setembro. Mas desta vez vai unir as duas funções. Não ficará mais licenciado. A ideia é organizar as candidaturas proporcionais e começar a negociar as alianças para o projeto de reeleição de Rollemberg. 

 

Prêmio para melhor impresso

 

O Correio Braziliense foi eleito veículo impresso do ano do Prêmio Colunistas Brasília. O júri se reuniu no último sábado para deliberar sobre os vencedores de 2017. No ano passado, o blog CB.Poder ganhou na categoria mídia eletrônica. Realizado há 33 anos, o prêmio elege os melhores trabalhos e profissionais da indústria da propaganda e, todos os anos, celebra também os veículos de maior destaque para o setor.

 

Leis que não servem para nada

 

Numa única sessão, o Conselho Especial do Tribunal de Justiça do DF suspendeu ontem cinco leis aprovadas pela Câmara Legislativa entre 2015 e 2016. Todas por vício formal, quando há descumprimento das normas legislativas, ou falta de competência para iniciar o processo. Deputados distritais continuam gastando tempo e dinheiro para aprovar textos que nunca entrarão em vigor.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego