11/11/2017 às 07h07min - Atualizada em 11/11/2017 às 07h07min

Justiça retira do ar propaganda do PSDB com ataques a Rollemberg

A desembargadora Sandra de Santis, relatora do processo, concordou com a argumentação do PSB.

CB Poder

O PSB recorreu à Justiça e conseguiu retirar do ar uma propaganda do PSDB considerada ofensiva contra o governo. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF) é em caráter liminar e ainda cabe recurso. Nas duas inserções do PSDB, com 30 segundos cada uma, o presidente regional da sigla, deputado federal Izalci Lucas, questiona se o governador pode comprar apoio político usando dinheiro público.

 

“Infelizmente, pode. Mas nenhum governador consegue comprar o respeito da população. Brasília vive hoje o pior governo da sua história, sem planejamento, sem obras, sem esperança”, afirma Izalci nas inserções. Ele fazia referências à recente nomeação da ex-vice-governadora Maria de Lourdes Abadia, para um cargo no primeiro escalão.

 

Na ação, o PSB alega que os tucanos veiculam “informações objetivamente falsas acerca do Governo do Distrito Federal”. O partido sustenta ainda que a propaganda contém “insinuações, ofensas e ataques que maculam a imagem do chefe do Poder Executivo da capital federal”.

 

A desembargadora Sandra de Santis, relatora do processo, concordou com a argumentação do PSB. “Analisando os elementos coligidos aos autos, especificamente o conteúdo da propaganda, reputo presentes os pressupostos necessários para o deferimento da liminar”, explicou a magistrada.

 

“Observo que o que foi divulgado revela somente a intenção de desqualificar o atual ocupante do cargo de chefe do Poder Executivo distrital, imputando à pessoa do governador falhas morais e ausência de qualidades administrativas, sem qualquer pretensão de debater ou expor temas político comunitários do partido que está a veicular a propaganda”, acrescentou a desembargadora.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego