18/11/2017 às 07h26min - Atualizada em 18/11/2017 às 07h26min

Raquel tenta evitar que Pelella solte o verbo

Raquel Dodge impetrou na sexta-feira, 17, um mandado de segurança no Supremo para suspender a convocação do procurador regional da República Eduardo Pelella, para depor à CPI da JBS. Ele foi chefe de gabinete e braço direito de Rodrigo Janot. O depoimento está previsto para o dia 22 de novembro. O ministro Dias Toffoli, do STF, foi sorteado para relatar o processo. Para Raquel, a comissão extrapolou os limites da sua atuação ao convocar Pelella, “infringindo as balizas que o princípio da separação de poderes lhe delineia e atingindo garantias constitucionais do Ministério Público”.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego