03/01/2018 às 17h49min - Atualizada em 03/01/2018 às 17h49min

Jefferson bate na mesa e faz filha ministra do Trabalho

– Sou mais eu.

A frase foi atribuída ao presidente nacional do PTB, ex-deputado Roberto Jefferson, na queda de braço com o ex-presidente José Sarney pela indicação do novo ministro do Trabalho. E não é que o ex-mensaleiro ganhou a queda-de-braço? Tanto que, no meio da tarde desta quarta, 3, o Palácio do Planalto divulgou nota informando que a deputada Cristiane Brasil, filha de Jefferson, será a nova ministra do Trabalho.

O anúncio foi feito após reunião do presidente Michel Temer com o dirigente do PTB. A posse está prevista para a semana que vem. O cargo estava vago desde o último dia 27, quando Ronaldo Nogueira (PTB-RS) deixou o posto para retomar as atividades como deputado federal. Ele argumentou, ao se demitir, que pretende se candidatar à reeleição.
 

De acordo com Jefferson, Cristiane Brasil não vai se candidatar à reeleição e, por isso, tem condições de permanecer no ministério até o final do mandato de Temer. Ele afirmou que, em vez da filha, ele próprio vai se candidatar a deputado, mas por São Paulo, e não pelo Rio de Janeiro.

Cristiane Brasil, de 44 anos, é advogada pela Universidade Católica de Petrópolis, cidade onde nasceu. Em 2014, se elegeu deputada federal pela primeira vez. Antes, foi vereadora do Rio de Janeiro por três mandatos. Em 2009, comandou a Secretaria Municipal do Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida. Na Câmara, votou a favor do governo Temer em temas importantes para o Palácio do Planalto, como a proposta de emenda à Constituição (PEC) do teto dos gastos públicos, a reforma trabalhista e as denúncias contra o presidente.

Na terça-feira, 2, o presidente havia desistido de nomear o deputado federal Pedro Fernandes (PTB-MA) para a vaga após  José Sarney não referendar o nome de Fernandes, aliado do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB). O deputado havia sido indicado por seu partido para ocupar o lugar de Ronaldo Nogueira. Temer pediu a Jefferson, então, uma nova indicação do PTB.

“O Palácio me avisou que tinha subido no telhado a nomeação do Pedro Fernandes, me ligou pedindo que pensássemos um novo nome por causa do problema de relação do Fernandes com o Sarney”, disse Jefferson, na terça-feira. “O presidente Sarney não concorda com o nome. Ele queria conversar, mas o Fernandes não quis conversar com o presidente Sarney sobre o Maranhão. Então, deu problema”, salientou o presidente do PTB.

Nota da Presidência – Veja os termos da nota divulgada pelo Planalto: O presidente Michel Temer definiu hoje que a deputada federal Cristiane Brasil será a nova ministra do Trabalho. O presidente recebeu na tarde desta quarta-feira a indicação oficial feita pelo PTB. Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego