05/03/2018 às 19h40min - Atualizada em 05/03/2018 às 19h40min

Combate ao mosquito da dengue se intensifica a partir desta terça-feira (6/3)

Equipes recolherão materiais que sirvam de criadouro para o mosquito. Ação começa por Sobradinho II e Fercal

Ascom/Sec das Cidades
Foto: Dênio Simões/Agência brasília
 
  •  
     
    Para reforçar o combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chicungunya, a Secretaria das Cidades, atendendo demanda da Secretaria de Saúde, e em parceria com outros órgãos do Governo de Brasília, organizou uma força-tarefa que fará o manejo ambiental em Sobradinho II entre terça (6) e quarta-feira (7). Durante a ação, as equipes recolherão inservíveis que servem de criadouro para o mosquito. A próxima região a receber o trabalho é Fercal, onde quatro áreas serão visitadas nos dias 13 e 14 de março.
     
    De acordo com o secretário das Cidades, Marcos Dantas, o objetivo é desfazer os criadouros residenciais. “Pedimos aos moradores dos locais mapeados que juntem todo tipo de inservível potencialmente capaz de proliferar o mosquito e coloquem na porta de casa, nos endereços que serão visitados a serem anunciados pela força-tarefa, para que possamos recolher os materiais e vencer esta guerra”, enfatiza Dantas. Entre os materiais que serão recolhidos, estão pneus, sofás, móveis ou qualquer outro recipiente que acumule água.
     
    Diversos órgãos já atuam rotineiramente nas cidades com o objetivo de reduzir o risco de surto da dengue, que historicamente ocorre até maio, mas a ação será intensificada para evitar que a doença se prolifere entre os moradores. Durante o serviço, está prevista atuação de cerca de 30 trabalhadores e nove caminhões.
     
    Além da Secretaria das Cidades, participam do mutirão  as administrações locais, a Novacap, a Dival da Secretaria da Saúde, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU) e a Subsecretaria do Sistema Prisional (Sesipe).
     
    Levantamento
    Conforme levantamento da Diretoria de Vigilância Ambiental (Dival), a escolha primeiramente das duas cidades se deve ao aumento no índice de infestação predial constatado nesses locais. O Levantamento de Índices Rápido do Aedes Aegypti (LIRAa) mostra que, nos dois primeiros meses deste ano, Sobradinho estava com cerca de 7%, enquanto a região da Fercal chegava aos 12%.
     
    O levantamento é feito dividindo as regiões em grupos de 8 mil a 10 mil imóveis com características semelhantes. O índice estabelecido pelo Ministério da Saúde como satisfatório é inferior a 1%. Entre 1% e 3,9%, a situação é de alerta e, quando a taxa fica superior a 4%, há risco de surto de dengue.
     
    Novas ações
    Outras regiões, como lagos Norte e Sul, Recanto das Emas, Planaltina, Park Way, Varjão e Itapoã receberão também a atuação da força-tarefa, após as ações em Sobradinho II e Fercal.
    Locais onde os moradores devem colocar os inservíveis na porta de casa para recolhimento: 6 e 7 de março Sobradinho II - AR 9 - AR 10 - AR 12 - AR13 - AR 14 - AR 15 - AR 17 - Vila Buritizinho Fercal 13 e 14 de março - Engenho Velho - Lobeiral - Fercal Oeste - Boa Vista 
     
     
  •  

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego