12/03/2018 às 06h57min - Atualizada em 12/03/2018 às 06h57min

Suspeito de triplo homicídio em Águas Lindas é preso pela PM

De acordo com a polícia, a mulher e seus dois filhos, de 4 e 6 anos, foram mortas na madrugada de quinta pra sexta

Jbr

A Polícia Militar de Goiás prendeu, no fim da manhã deste domingo (11), o principal suspeito do triplo homicídio no Jardim Guaíra, em Águas Lindas. Ele teria se encontrado durante a semana com Suzete dos Santos Miranda, 32, que foi morta na madrugada de quinta para sexta-feira. Os dois tiveram um relacionamento durante um tempo, mas haviam terminado.

A identidade dele é preservada pela polícia goiana pois o suspeito, apesar de preso, não confessou o crime. Ele teria apenas dito que foi chamado pela mulher na terça-feira (6) e a deixou com os filhos. O homem, que é cozinheiro, foi encontrado em um bar da região. A polícia estranhou que, ao ser abordado, ele informou que teria mudado de endereço neste sábado. Ele não era o pai dos meninos.

Família procura respostas

A família de Suzete quer justiça. O cunhado, que pediu para não ser identificado, conhecia o suspeito e diz que se for ele, o homem tem que “pagar com a justiça dos homens ou com a de Deus”. Ele lamenta a morte, pois as crianças eram muito apegadas à família. Inclusive, a última vez que ele viu a vítima foi na quinta (8), quando Suzete pediu para que a irmã cuidasse da filha mais nova, Joice, porque tinha que levar o outro ao hospital.

O filho mais velho de Suzete, João Vitor, 6, tinha problemas de saúde referentes à dificuldade de crescimento e por isso precisava de atendimento medico com frequência.

Cena de terror

Como não obtinha notícias da cunhada desde sexta, o cunhado resolveu ir até a casa de Suzete. O lote, que é de posse do próprio cunhado, tem duas residências, uma na frente, onde Suzete morava, e outra nos fundos, que está vazia.

“Quando senti o mau cheiro, eu sabia que tinha alguma coisa errada. Fui para os fundos e consegui abrir a porta. Já vi o corpo do menino caído e coberto com um lençol. Só o pé de fora. Havia sangue no local”, afirma. O homem foi até o quarto e viu o corpo da cunhada estirado na cama junto a outra filha.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego