05/10/2016 às 12h50min - Atualizada em 05/10/2016 às 12h50min

Homem que matou religioso por confundir com policial é condenado

  O crime aconteceu no dia 23 de janeiro. Gutermberg Alves de Souza, foi condenado a 21 anos de reclusão por homicídio qualificado.    Pouco mais de oito meses após cometer crime que assustou moradores do Recanto das Emas, o acusado, Gutermberg Alves de Souza, foi condenado a 21 anos de reclusão por homicídio qualificado. O crime aconteceu no dia 23 de janeiro, quando o jovem atirou contra cabeça da vítima por achar que se tratava de um policial. Entretanto, o homem evangelizava a comunidade localizada na quadra 307, conjunto 9. A condenação ocorreu na manhã desta terça-feira (4/10).    O júri acatou todas as qualificadoras apresentadas pelo Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT). O órgão defendeu que o motivo foi torpe, uma vez que o réu disparou pelo fato de achar que a vítima era policial, recurso que não permitiu defesa, já que surpreendeu o atingido. Além de ser enquadrado na ação de vontade de matar qualquer integrante das Forças de Segurança Pública, prevista em Código Penal.    A defesa do réu ainda tentou a exclusão das qualificadoras, no entanto, o conselho de sentença, composto por sete cidadãos, acatou a denúncia do MPDFT. O acusado já estava em prisão provisório e o juiz negou a possibilidade de recorrer em liberdade.


Fonte: correioweb
 


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego