21/04/2018 às 06h31min - Atualizada em 21/04/2018 às 06h31min

Após ameaça de Rollemberg, Detran encerra greve no DF

Depois que o governador declarou que iria cortar o ponto dos grevistas, a categoria resolveu encerrar a paralisação que já durava mais de 30 dias

Destak

Os servidores do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran0-DF) decidiram, em assembleia, encerrar a greve da categoria nesta sexta-feira (20). A decisão veio poucas horas depois do governador Rodrigo Rollemberg (PSB) afirmar que iria descontar do salário do agentes os mais de 30 dias que eles ficaram em greve.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran-DF), Fábio Medeiros, a categoria encerrou a greve por respeito à população. "Nós não tivemos nenhum item atendido pelo GDF". Uma reunião será realizada com a direção do órgão para definir o calendário de reposição dos dias parados e a necessidade de mutirões para atender o público, principalmente na realização de vistorias e emissão de documentos.

Corte de ponto Segundo o chefe do Executivo, a greve é "inadmissível", pois de acordo com ele, já foram feitas várias negociações, porém todas negadas pelo sindicato dos grevistas. "Nossa determinação é de promover o corte de ponto dos servidores que não estiverem trabalhando", disse Rollemberg. Os servidores buscavam reajuste de 10% no auxílio-alimentação e regulamentação da jornada de trabalho em lei para cumprir 30 horas semanais. Como consequência da paralisação, nenhuma das 16 unidades do órgão está funcionando. A estimativa é de que a greve afeta 10 mil pessoas que buscam atendimento e 1,6 mil vistorias deixam de ser feitas todos os dias.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego