15/08/2018 às 07h05min - Atualizada em 15/08/2018 às 07h05min

Corpo de professor que estava sumido é encontrado no Entorno do DF

Pouco antes da confirmação da morte, a irmã dele, Renata Coelho, havia recebido informações de que o docente teria sido localizado com vida

Metrópoles

O corpo do professor Fábio Coelho Dantas, 41 anos, foi localizado no fim da tarde desta terça-feira (14/8). Segundo a irmã dele, Renata Coelho, Dantas foi achado em Cocalzinho, a quase 100km do Distrito Federal. Mais cedo, a mulher chegou a receber informações de que o docente estaria vivo.

Após a confirmação da morte de Dantas, Renata encaminhou para amigos e familiares uma mensagem de texto. “Quero agradecer a todos pelo carinho, apoio e amor pelo Fábio, mas lamento informar que ele faleceu. Peço que continuem rezando pela minha família. Mais uma vez, meus sinceros agradecimentos”, escreveu.

O professor estava desaparecido desde a madrugada do último domingo (12). Equipes da 4ª Delegacia de Polícia (Guará), do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar de Goiás fizeram buscas em uma área de Cerrado de Águas Lindas (GO), no Entorno do DF, e usaram até cães farejadores.

O carro do servidor, um Honda HRV prata, placa PBJ 4470-DF, foi abandonado em um matagal nas proximidades do setor de chácaras de Cocalzinho. O veículo estava empoeirado, todo aberto e sem a chave na ignição.

 

A irmã soube da localização do automóvel depois que um morador da região desconfiou do abandono do carro, identificou a placa por meio das redes sociais e entrou em contato com a família do professor. Renata disse que o HRV foi recolhido para o 3º Batalhão da Polícia Militar.

No momento do desaparecimento, Fábio vestia uma bermuda bege, camisa polo de cor clara e andava descalço, segundo informou Isabel Paz, 34 anos, prima do professor. O docente, que fazia uso de medicamentos controlados, havia saído de sua residência, no Guará, portando documentos pessoais, mas sem dinheiro.

“São três dias de desaparecimento. Estamos muito preocupados”, disse, mais cedo, Renata. Ela também acompanhou as buscas no Entorno do DF. “Ficamos até as 3h da madrugada e retornamos às 6h”, ressaltou a irmã.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego