09/12/2018 às 05h54min - Atualizada em 09/12/2018 às 05h54min

BOLIVIANOS CONTRA REELEIÇÃO DE EVO FECHAM FRONTEIRA COM O BRASIL

Notibras

A fronteira entre Guayaramerin, Bolívia, e Guajará-Mirim (RO) foi fechada por bolivianos que protestam contra a nova candidatura à presidência de Evo Morales, no poder desde 2006.

Com o protesto na fronteira com Guajará-Mirim, turistas brasileiros não conseguem mais atravessar o Rio Mamoré para fazer compras nesta quinta-feira, pois os barcos não puderam navegar.

O Comitê Cívico da Bolívia declarou o fechamento de estradas, ruas, avenidas e até a fronteira com Brasil. O movimento é a nível nacional e deve durar cerca de 24h. Os cidadãos bolivianos pedem respeito e o cumprimento do “Referendum 21 de febrero del 2016”.

Segundo a constituição boliviana, o referendo de 2016 não permite que um candidato a presidência concorra a reeleição por mais de uma vez. Por conseguinte, o atual Presidente, Evo Morales, não poderia se candidatar a reeleição

.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »