03/01/2019 às 15h27min - Atualizada em 03/01/2019 às 15h27min

O Novo Governo e o imbróglio das Administrações Regionais

Nomes para assumirem as administrações regionais são usados como rede para atrair deputados para compor o Governo por meio de indicações.

Blog da Chris

Empossado e já no terceiro dia como Governador, Ibaneis mantém entre “sete chaves”, os nomes dos Administradores Regionais. Muito se especula, noticia, mas certeza mesmo, ninguém tem, sobre quem serão os Administradores do novo governo.

Consideradas as linhas diretas de comunicação entre o povo e o governo, as Administrações Regionais sempre foram fonte de disputa no meio político, seja qual for o titular do Buriti.

Ainda que todo pretendente ao Palácio anuncie que não acatará indicações de parlamentares, na prática não funciona. Eleito e empossado, todos os Governadores do DF acabam cedendo à pressão, e com Ibaneis parece que não será diferente.

O Governador Ibaneis anunciou que as Administrações Regionais serão ocupadas por técnicos interinos, no entanto, postulantes ao cargo ligados à políticos e nada técnicos têm seus nomes circulando na mídia como possíveis nomeados. Fica a dúvida: o critério para escolha do interino será político ou técnico?

Pelas ruas de todas as cidades, líderes e formadores de opinião tem debatido uma questão preocupante; o interino terá direito a concorrer ao cargo, quando do processo de escolha popular? Se positiva a resposta, temos aí um imbróglio, e dos grandes! Afinal essa não poderia ser considerada uma manobra para favorecer o “candidato” do governo, vez que esse há teria a máquina governamental para lhe favorecer?

A demora do anúncio não favorece ao governo e denota que o critério de escolha não é de todo técnico, ao contrário passa pelo aval de políticos e populares, demonstrando que diferente do secretariado que foi anunciado antecipadamente, as Administrações Regionais não foram discutidas na transição, que parece não ter cumprido seu papel, haja vista o que vem sendo e não sendo publicado nos Diários Oficiais do DF desde o dia 01/01/2019. Registra-se que para as novas estruturas dos órgãos da administração direta do governo foram estabelecidos prazos que variam de 30 a 90 dias para serem apresentadas.

Enfim, há que se esperar a nomeação dos titulares das cobiçadas Administrações Regionais e esperar que o Governador cumpra o que prometeu. A nós, enquanto povo e eleitores resta aguardar!


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego