05/01/2019 às 11h37min - Atualizada em 05/01/2019 às 11h37min

Veja o perfil de cada um dos 31 novos administradores regionais do DF

Governador Ibaneis divulgou os 31 gestores das regiões administrativas do Distrito Federal. Ainda neste ano, o emedebista quer eleições

METRÓPOLES

O governador Ibaneis Rocha (MDB) pôs fim ao mistério sobre quem comandará as administrações regionais do Distrito Federal ao indicar, na sexta-feira (4/1), os responsáveis pelas áreas. Contudo, os gestores não devem se acomodar nas cadeiras, uma vez que a intenção do chefe do Executivo local é estabelecer um marco legal para participação popular na escolha. Mas pelo menos até que haja a votação, são eles que permanecerão à frente dos órgãos.

Entre os 31 nomes anunciados, ao menos três já são administradores e quatro estiveram à frente dos órgãos no passado. Administradora de Taguatinga, a advogada Karolyne Guimarães dos Santos ficará no cargo, assim como a pedagoga Glayce Helena Barbosa – de Samambaia – e o técnico em agrícola José Joffre Nascimento, do Park Way.

 

Ex-administrador interino do Sudoeste e Octogonal na gestão de Agnelo Queiroz (PT), e chefe de gabinete da unidade do Itapoã durante o governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), Fernando Gustavo Lima da Silva assumirá a Administração Regional da Fercal. Anunciado como administrador de Sobradinho II, Alexandre de Jesus Silva Yañez foi o primeiro a comandar a unidade da Fercal, em 2012, ano na qual foi criada.

Ana Lúcia Pereira de Melo voltará ao cargo de administradora do Riacho Fundo I, o qual ocupou entre 2014 e 2015. Ela esteve envolvida em processo sobre suposto nepotismo por assumir função de assessora do ex-deputado distrital Cristiano Araújo. Na época, era companheira de Artur da Cunha Nogueira, tio do ex-parlamentar. Ambos foram condenados pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) em primeira instância, mas absolvidos por instância superior.

O ex-administrador de São Sebastião Alan José Valim Maia é outro que retornará à função. Ele foi exonerado do mesmo cargo, a pedido, em 2011.

Ampliação
O emedebista ainda vai ampliar o número de administrações, de 31 para 34. Serão criadas as do Sol Nascente e Pôr do Sol, de Arniqueiras e do Arapoanga.

Outra mudança prevista é a retirada do Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (Scia) da Administração Regional da Estrutural. No novo formato, o Scia seria unido à Administração Regional do Setor de Indústria e Abastecimento (SIA). A equipe jurídica do governador avalia como fazer a alteração.

O líder comunitário Goudim Carneiro será o responsável por Pôr do Sol e Sol Nascente. O governador não revelou ainda os administradores de Arniqueiras, do Arapoanga e de Santa Maria.

Confira o perfil de cada um

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
<
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego