07/02/2019 às 21h53min - Atualizada em 07/02/2019 às 21h53min

Sargento da Polícia Militar é assassinado a tiros pela companheira

Silva Melo foi alvejado após discussão com Maria Rosa Viana. Ela foi presa na BR-020, próximo a Sobradinho (DF), após fugir com o ex-marido

METRÓPOLES

O sargento da Polícia Militar de Goiás Silva Melo, de 52 anos, foi morto a tiros pela companheira na madrugada dessa quinta-feira (7/2), no município de São Gabriel (GO). A suspeita, Maria Rosa Viana dos Santos, 37 anos, foi presa na BR-020, próximo a Sobradinho (DF), ao tentar fugir com o ex-marido. Ela está encarcerada no presídio de Planaltina (GO) e se reservou ao direito de permanecer calada durante o depoimento.

Segundo informações preliminares obtidas pela Polícia Civil de Goiás, o assassinato teria ocorrido em meio a uma discussão motivada por ciúmes. Durante a briga, Maria Rosa teria pego a arma do policial e atirado duas vezes contra ele.
 

Em seguida, a PMGO foi informada que a suspeita havia fugido com o ex-marido, Gabriel Lima Gomes, em um Vectra branco, para Planaltina. No entanto, após chegar no município goiano, os dois trocaram de veículo, embarcaram em um Polo e seguiram na direção de Sobradinho, onde foram abordados pelos policiais. No carro, havia mais um adulto e duas crianças, não identificadas pela corporação.

De acordo com os policiais militares, Maria Rosa chegou a negar o crime, mas depois que o ex-marido indicou o local exato onde estava a arma utilizada por ela, a mulher admitiu ter cometido o assassinato. Os dois foram encaminhados ao Centro Integrado de Operações de Segurança  (Ciops) da região. A suspeita seguiu posteriormente ao presídio, enquanto Gabriel foi liberado.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Antonio Humberto Costa, do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Planaltina de Goiás, o homem responderá por ter ajudado a ex-mulher a fugir. Além disso, eles irão apurar as informações iniciais repassadas pela suspeita. “Não descartamos ainda nenhuma hipótese para a motivação do crime, inclusive de obtenção de alguma vantagem financeira. As investigações irão esclarecer todos os detalhes”, afirmou ao Metrópoles.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »