18/02/2019 às 19h11min - Atualizada em 18/02/2019 às 19h11min

Planalto encerra novela e anuncia saída de Bebianno

Notibras

Gustavo Bebianno não é mais ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República. O anúncio foi feito às 18h25 desta segunda-feira, 18, pelo porta-voz do Palácio do Planalto general Rêgo Barros.

O general Floriano Peixoto, segundo em comando na pasta de Bebianno, fica na vaga aberta com a exoneração. Floriano – se for considerada a figura do vice Hamilton Mourão – é o nono general a ocupar cargos no governo.

O porta-voz palaciano leu um texto curto, onde diz que “o presidente Jair Bolsonaro decidiu demitir o ministro da Secretaria-Geral, Gustavo Bebianno (PSL)”. Bolsonaro agradeceu “a dedicação” de Bebianno durante a presença do ex-ministro no governo.

Bolsonaro ainda desejou ao ex-colaborador – que coordenou a campanha presidencial e entrou em choque, há um mês, com o vereador Carlos Bolsonaro, filho do presidente -, sorte na nova caminhada.

Bebianno é o primeiro ministro a deixar a equipe do governo. A decisão de demitir, segundo o porta-voz, foi uma questão ‘de foro íntimo do presidente’.

Veja a nota lida por Rêgo Barros:

“O excelentíssimo senhor presidente da República Jair Messias Bolsonaro decidiu exonerar nesta data, do cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, o senhor Gustavo Bebianno Rocha. O senhor presidente da República agradece sua dedicação à frente da pasta e deseja sucesso em sua nova caminhada”.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego