20/02/2019 às 13h18min - Atualizada em 20/02/2019 às 13h18min

Novo Gama é a terceira cidade do estado de Goias que mais gasta em folha de pagamentos, cerca de 87 milhões !

segundo dados do TCM a prefeitura não cumpre a lei de responsabilidade fiscal !

Jornal O Popular e folha de São Paulo

Um levantamento feito junto ao TCM (tribunal de contas dos municípios) mostra que a cidade de Novo Gama é a terceira cidade do estado de Goiás com maiores gastos com folha de pagamento.

Os números são alarmantes, segundo o TCM o município de Novo gasta cerca de 70,62% de sua receita com pagamentos de funcionários públicos, o equivalente a cerca de R$87.147.085,89. A lei determina o gasto máximo de 54% da receita com o pagamento da folha corrente liquida, como fecha a folha sempre acima dos 70%, o município feri a lei de responsabilidade fiscal.

Dentre os 246 municípios do estado de Goiás, a cidade de Novo Gama é a terceira que mais gasta com a folha de pagamento.

Os municípios que declararam maior custo com folha foram Niquelândia, Santo Antônio do Descoberto e Novo Gama.

Em Novo Gama a prefeitura pagou cerca de 87 milhões aos seus 2.062 servidores durante o ano. O município arrecadou cerca de 126 milhões no ano de 2018.

Mesmo com esses gastos exorbitantes com gratificações, diárias, altos salários e com a prefeitura inchada com cargos comissionados, indicados por políticos que fazem parte da base da prefeita, o município sofre com atendimento precário em todas as áreas dos serviços públicos municipais, o que rendeu a cidade de Novo Gama matéria no jornal folha de Paulo como uma das piores cidades do pais no ranking de eficiência nos serviços públicos.

Segundo o ranking de eficiências nos serviços públicos como saúde, educação e saneamento básico dos municípios de todo o Brasil, Novo Gama é a 14° pior entre as 246 cidades do estado de Goiás no ano de 2018, segundo o jornal folha de São Paulo.

Para mudar essa triste realidade a prefeitura precisa se adequar à lei de responsabilidade fiscal e diminuir o número de cargos comissionados, onde na maioria das vezes pessoas sem nenhuma qualificação são contratas para cargos importantes apenas para cumprir acordos políticos, enquanto isso não acontecer o povo vai continuar sofrendo com os serviços precários e o município não vai voltar a se desenvolver.

Procurada pela nossa equipe de jornalismo a prefeitura de Novo Gama emitiu uma nota através de sua assessoria de comunicação contestando os dados do TCM (tribunal de contas dos municípios).

VEJA A NOTA A BAIXO!

 

As informações divulgadas recentemente em diversos veículos de comunicação tratam-se dos dados referentes ao 2º Quadrimestre de 2018, quando os gastos com o pagamento da folha de pessoal do município para os Poderes Legislativo e Executivo resultaram em 72,9%. No entanto, estas fontes estão desatualizadas conforme os relatórios publicados tanto no Portal de Transparência quanto no site do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado de Goiás (TCM-GO). De acordo com o relatório de Gestão Fiscal para o 3º Quadrimestre/2018 emitido no TCM-GO, o percentual da despesa total com a folha de pessoal dos Poderes Legislativo e Executivo foi reduzido para 66,02%. Esta diminuição nos gastos aconteceu devido ao aumento da receita do próprio município e aos trabalhos que estão sendo realizados pela equipe da Prefeitura, como a elaboração de um Plano de Cargos e Salários e a atuação na Regularização Fundiária. Desta forma, a prefeitura tem trabalhado para diminuir o percentual de gastos com pessoal incrementando a receita, ações estas que estão sendo efetuadas pela equipe da própria Prefeitura que vêm atuando cada vez mais para entregar melhores resultados à nossa cidade.

 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »