22/02/2019 às 07h05min - Atualizada em 22/02/2019 às 07h05min

Em almoço, Ibaneis anuncia “agrado” de R$ 43 mi para novos distritais

Governador prometeu encaminhar projeto com o crédito que poderá ser usado, por meio de emendas, pelos deputados estreantes

METRÓPOLES

O governador Ibaneis Rocha (MDB) se reuniu, nesta quinta-feira (21/2), com deputados distritais da base, oposição e independentes para um almoço no Centro Internacional de Convenções de Brasília (CICB). Além de palavras e gestos de aproximação, segundo fontes, o emedebista anunciou a liberação de R$ 43 milhões em crédito para emendas parlamentares dos 16 distritais novatos.

Pelo fato de serem estreantes e não terem participado da elaboração do orçamento de 2019, eles estão sem dinheiro em caixa. O governo vai encaminhar projeto para a Câmara. Os deputados vão votar e o valor deverá ser liberado para cada um dos novatos. Os reeleitos já têm dinheiro para as suas emendas.

Tradicionalmente, os governadores costumam liberar emendas para deputados novatos — Rodrigo Rollemberg (PSB), por exemplo, tomou a mesma iniciativa. Mas isso não é uma obrigação do chefe do Executivo. Por isso, o gesto de Ibaneis tem valor simbólico de aproximação. Cada um dos estreantes terá aproximadamente R$ 2,6 milhões.

Oficialmente, o Buriti afirma que tem uma boa relação com o Legislativo. Contudo nos bastidores, parlamentares relatam que a situação não é pacífica, inclusive na base. Perguntado se o gesto iria aproximar o GDF da Câmara, Ibaneis respondeu: “Não existe distância”.

 

Além das emendas para os novatos, o governo também disponibilizou todos os secretários para prestarem esclarecimentos aos distritais sobre qualquer tema ou projeto em tramitação na Câmara. O emedebista sinalizou ainda que, caso um parlamentar pense em um projeto que possa correr o risco de sofrer vício de iniciativa, o Buriti estará de portas abertas para analisar a matéria e apresentar a proposta na Câmara, reconhecendo a paternidade ou maternidade.

“Eu estou no meu primeiro mandato como político. Então ainda não sou nem situação e nem oposição. Eu deixei isso bem claro para os deputados. Quero o melhor para a cidade. Então, encaminho os projetos. E o local do debate dos ajustes é exatamente na Câmara Legislativa”, afirmou Ibaneis.

Deputado de oposição, Fábio Felix (PSol) aproveitou a reunião para tentar convencer o governo a desistir do projeto de reformulação e restrição do Passe Livre. Neste momento, Ibaneis declarou que tem uma convicção ideológica de que é preciso fazer a mudança, mas que está aberto ao debate. Caso sejam apresentadas sugestões viáveis para o reequilíbrio do sistema de transporte para os estudantes, o governador declarou que poderá rever o projeto que está hoje na Câmara.

O deputado Reginaldo Veras (PDT) considerou o gesto do governo positivo. Mas ressaltou: “Nesses primeiros 45 dias de governo, a relação com a Câmara foi péssima. Só aprovou projetos porque está ainda em lua de mel”.

Julia Lucy (Novo) conversou com o governador sobre o interesse de novas empresas em abrir portas no DF. A parlamentar também demonstrou preocupação e se dispôs a ajudar na retomada dos trabalhos da Casa da Mulher.

Estavam presentes o presidente da Casa, Rafael Prudente (MDB), o líder do governo Cláudio Abrantes (PDT), Fábio Felix (PSOL), Hermeto (MDB), Arlete Sales (PT), Chico Vigilante (PT), Leandro Grass (Rede), Júlia Lucy (Novo), Valdelino Barcelos (PP), Telma Rufino (PROS), Reginaldo Veras (PDT), João Cardoso (Avante), José Gomes (PSB), Rodrigo Delmasso (PRB) e Martins Machado (PRB).


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego