22/02/2019 às 16h32min - Atualizada em 22/02/2019 às 16h32min

Após três horas, babá e crianças que sumiram no DF são encontradas

O trio foi levado para a Delegacia de Repressão a Sequestros (DRS), que investiga o caso

METRÓPOLES

A Polícia Militar foi chamada, no começo da tarde desta sexta-feira (22/2), para atender a uma ocorrência de suposto sequestro de duas crianças. O caso ocorreu na Quadra 309, Bloco A, no Cruzeiro Novo. Três horas depois, elas foram localizadas, bem como a babá, e levadas para a Delegacia de Repressão a Sequestro (DRS), que investiga o caso.

As informações preliminares indicam que o caso se trata do golpe do falso sequestro, que deixou a família em pânico e mobilizou as forças de segurança. A PM foi acionada pelo telefone 190 (de emergência), por volta do meio-dia. Do outro lado da linha, o pai dizia que seus dois filhos e a empregada teriam sido sequestrados.

 

Uma equipe do 7º Batalhão da Polícia Militar (BPM) foi ao local. Posteriormente, a moça que cuida das crianças passou a ser considerada suspeita do suposto sequestro das crianças, de 1 e 3 anos.

Ela foi vista entrando com os pequenos em um táxi. Logo em seguida, os policiais saíram com o pai para fazer uma busca na região e a mãe seguiu para a DRS.

 

De acordo com o 7º BPM, uma quantia em dinheiro foi solicitada para a mãe das crianças. Existe a suspeita de que o marido da babá, um pintor que prestou serviço no apartamento da vítima há um mês, também esteja envolvido no suposto sequestro.

Ainda segundo a PM, as crianças e a babá foram vistas pela última vez no Terraço Shopping, onde foram deixadas pelo taxista. As câmeras de segurança flagraram a presença deles no local. O suposto crime deixou os vizinhos apavorados.

IGO ESTRELA/METRÓPOLES
Igo Estrela/Metrópoles

Igo Estrela/Metrópoles

 
Pin this!

Pin this!

Fachada do prédio onde ocorreu o suposto sequestro

Outro caso
Nessa quinta (21), o desaparecimento de uma criança de aproximadamente 2 anos mobilizou as polícias Civil e Militar durante a tarde e parte da noite.

Segundo informações da Polícia Civil do DF, o menino estava com a mãe, próximo ao Restaurante Comunitário de Ceilândia, quando ela teve um mal-estar. A mulher pediu a uma conhecida que ficasse com a criança até ela se recompor. Porém, quando procurou pelo filho, não o encontrou mais.

Equipes da Delegacia de Repressão a Sequestro (DRS) foram acionadas e iniciaram a busca, quando descobriram que a Polícia Militar havia encontrado a suspeita com a criança no Parque da Cidade.

Os PMs levaram a mulher e o bebê para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), no Departamento de Polícia Especializada (DPE), onde uma policial deu banho e trocou a fralda do menino.

Ele também foi alimentado e levado ao espaço lúdico da DPCA. De acordo com informações preliminares, a mulher que levou o menino teria problemas mentais. A PM tentou localizar a mãe, que trabalha como vendedora ambulante. Por volta das 19h, ela compareceu à delegacia para buscar o filho.

A ocorrência foi tratada como subtração de menor, sendo a suspeita autuada em flagrante.

 

 

Uma equipe do 7º Batalhão da Polícia Militar (BPM) foi ao local. Posteriormente, a moça que cuida das crianças passou a ser considerada suspeita do suposto sequestro das crianças, de 1 e 3 anos.

Ela foi vista entrando com os pequenos em um táxi. Logo em seguida, os policiais saíram com o pai para fazer uma busca na região e a mãe seguiu para a DRS.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego