12/02/2017 às 10h28min - Atualizada em 12/02/2017 às 10h28min

Cristovam diz que nunca se sentiu parte da gestão Rollemberg

Vital Furtado
Com essa declaração, Muita gente estranhou a postura do senador Cristovam Buarque (PPS-DF) de declarar publicamente o rompimento com o governo de Rodrigo Rollemberg (PSB) dois anos depois de ajudá-lo a se eleger ao Palácio do Buriti.
Ao dizer diz que nunca se sentiu parte da gestão Rollemberg porque em nenhum momento foi ouvido. Cristovam Buarque compara o relacionamento político com um casamento que nunca deu certo, sequer teve lua de mel e foi apenas até o altar, a eleição de 2014.
Ele também compara o governo Rollemberg ao de Agnelo Queiroz (PT). O petista, segundo Cristovam, foi irresponsável com as contas públicas e desperdiçou dinheiro com obras megalomaníacas, como a construção do Estádio Mané Garrincha. Já Rollemberg, teria o mérito de equilibrar as contas, mas não estaria sabendo aplicar recursos para o bem de Brasília.
Eu também não sei se pela memória fotográfica que tenho como Jornalista com 42 anos de atuação na área, ou por achar que todo político deve respeitar a população e, em primeira mão o seu eleitor,  vi com muita estranheza essa postura do Senador Cristovam Buarque e vou mais além: Ou ele brinca com a inteligência da população, ou tem amnésia profunda, ou então, DEVE TER NO LUGAR DO CÉREBRO, O CONTEÚDO QUE O CAMARÃO TEM NA CABEÇA. Esse mesmo Cristovam Buarque que diz nunca ter se sentido parte da gestão Rollemberg, por acaso no foi o mesmo que no Dia de e junho de 2015, criticou publicamente a deputada distrital e minha amiga Celina Leão por haver retirado seu apoio a Rollemberg, inclusive, declarando publicamente que se Celina quisesse pregar moralidade deveria começar limpando o seu gabinete? Por acaso não foi esse mesmo Cristovam Buarque tema central da reportagem publicada no dia 6 de junho de 2015, com a manchete: É DANDO BRONCA EM CELINA QUE SE RECEBE CARGOS? Ei Cristovam, ao estilo Fraga eu lhe peço: Senador  RESPEITE O POVO! Vou republicar a matéria dos cargos, para ver se isso lhe diz alguma coisa. Passe bem!
É dando bronca em Celina que Cristovam recebe cargos de Rollemberg

06/06/2015
O rompimento político da deputada Celina Leão, presidente da Câmara Legislativa, com o governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg, acaba de render os primeiros três frutos. Quem colheu foi o senador Cristovam Buarque. Em plena guerra política do PDT com o PSB, ele emplacou gente da sua confiança na estrutura do Governo de Brasília. Fertilizou, assim, a prática do ‘toma lá dá cá’, que tanto condenou.
Já se sabe agora por que Cristovam criticou Celina publicamente, quando há quatro dias a presidente da Câmara decidiu retirar seu apoio ao Palácio do Buriti. Afinal, foi dando (bronca em uma colega de partido) em um gesto intempestivo, que o senador recebeu de mãos beijadas cargos com salários que variam de 4 mil 222 reais e 53 centavos a 9 mil, 517 reais e 87 centavos.
Os empregos que Cristovam negociou com Rollemberg são todos no âmbito da Secretaria do Trabalho. A pasta é comandada por Georges Michel, presidente regional do partido – e apadrinhado na equipe do Governo de Brasília pelo próprio senador. A partir de agora o novo diretor da Fábrica Social é Célio Carlos da Silva. Ele terá como assistentes diretas Alciléa Ferreira Bernardes e Zeneide Alves de Barros. O que os três novos comissionados têm em comum é a origem. Até quarta-feira 3, eram lotados no gabinete de Cristovam.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego