12/06/2019 às 17h31min - Atualizada em 12/06/2019 às 17h31min

Eleição para o Conselho Tutelar de Novo Gama sob suspeita de irregularidades

Inúmeras denúncias estão colocando à prova a seriedade do processo de escolha de Conselheiro Tutelar do Município de Novo Gama, após  a publicação da Ata de Reunião da Comissão Eleitoral para Eleição do Conselho Tutelar.
 

Foi observado que na referida ata de reunião, constam os nomes dos membros do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que inclusive, com exceção de apenas dois, todos os outros são funcionários da Atual Gestão Municipal, e que também dentre os membros do Conselho, existem candidatos ao próprio pleito eleitoral. Como ser candidato em um pleito, se a pessoa faz  parte da Comissão Eleitoral?

Nesse sentido paira a dúvida; será que este processo de escolha está sendo manipulado desde o início? Será que já está havendo toma lá dá cá?

Se fizermos uma breve análise:

O presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Ranieri Gonçalves atua à frente do Conselho, recebe pagamento da Prefeitura de Novo Gama, segundo ele por serviços prestados.

A senhora ZITA JOSEFA GUSTAVO DE JESUS, segundo a ata de Reunião da Comissão eleitoral, é membro da comissão. Exerce atualmente o Cargo Comissionado de Assistente Social, na secretaria de Ação Social e também é candidata a uma das vagas de Conselheiro Tutelar, conforme a lista dos candidatos com documentação apta para eleição do conselho Tutelar de 2019, em que seu nome aparece na 28ª colocação.

E um fato que nos causa estranheza é o da senhora Maria de Jesus Barbosa Silveira, que aparece na lista de  candidatos com documentação apta, inclusive em 2º lugar; onde a senhora trabalhou com crianças e adolescentes?  Exercendo qual função? Qual o Período?  E porque a sua declaração aparece com data do ano de 2016 expedida por um entidade fundada em 2017?

No que diz o edital e que também foi motivo de desclassificação de candidatos; no item 4.5h que exige atestados médicos nas especialidades de PSIQUIATRIA e CLÍNICO GERAL para certificar que o candidato está  em pleno gozo das aptidões físicas e mental para o exercício do Cargo de Conselheiro Tutelar, que seja fornecido por profissional habilitado pelo Conselho respectivo conselho Regional de Medicina ;CRM.

Será que os atestados médicos apresentados estão de acordo com a exigência do Edital? Foram emitidos por especialistas na área?

A comunidade esta diante de uma situação no mínimo duvidosa e escandalosa.

A pergunta que não quer calar:

É sério este Processo Eleição do Conselho Tutelar?

É falta de Competência para analisar documentos?

Ou existe algum conchavo político? Sentimental?

A nossa sugestão é que sejam tomadas providências em esferas maiores, já que o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente está dando provas de que não está apto a responder com seriedade e transparência pelo que lhe é atribuído.

E que, aos cidadãos de Novo Gama, devemos salientar que de acordo com o que reza no edital no seu item 3.4 A candidatura que não preencher os requisitos supracitados poderá ser impugnada por qualquer cidadão, organização de sociedade civil ou pelo Ministério Público.


Com a Palavra o presidente do Conselho Ranieri Gonçal ves e o MP de Novo Gama
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »