14/05/2020 às 06h09min - Atualizada em 14/05/2020 às 06h09min

VÍDEO DA VERGONHA NACIONAL: Ministros do STF batem boca em plena sessão virtual

O Supremo Tribunal Federal realizou nesta quarta-feira (13) sessão via videoconferência para deliberar sobre a flexibilização da Lei de Responsabilidade Fiscal durante a pandemia de coronavírus. Durante a sessão, os ministros Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello, este o único voto divergente, bateram boca.

A certa altura da sessão virtual, Moraes justificava seu voto como sendo pró-vida, dizendo que a aprovação da medida levava em conta “direitos constitucionais da dignidade humana, da vida e da valorização do trabalho e da saúde”, ao que Marco Aurélio respondeu dizendo que esta é sempre a interpretação da Casa.

Alexandre responde dizendo que o Supremo “referendou os fundamentos da liminar” mesmo que isso cause prejuízos a economia do país, afirmação que não agradou seu par. “não sei se referendou. Há uma incongruência,” respondeu Marco Aurélio, que foi então interrompido por Alexandre, iniciando a discussão.

“Vossa excelência vai ouvir. Vossa excelência gosta muito de falar, mas não gosta de ouvir”, Disse Marco Aurélio.

“Quem gosta muito de falar, inclusive para a imprensa, é vossa excelência. Fala com a imprensa demais”, falou Alexandre.

“Não estou falando com a imprensa, estou falando aos integrantes do Supremo, com aqueles com a capa sobre os ombros. Quando falo a imprensa, não falo em off”, disse Marco Aurélio. Alexandre então disse um sonoro “será?”, e a discussão se arrefeceu.

CORREÇÃO: Uma versão anterior do título deste texto dizia que Alexandre de Moraes tinha acusado Marco Aurélio de Mello de falar em "off" com a imprensa, o que não é possível afirmar a partir da discussão entre os magistrados. O título foi alterado para informar de forma mais precisa o teor do diálogo.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »