16/06/2020 às 06h55min - Atualizada em 16/06/2020 às 06h55min

Delegado Bilynskyj passa por nova cirurgia para tentar recuperar dedo

Policial foi atingido por seis tiros disparados pela noiva, Priscila Delgado de Barrios, que, segundo as investigações, se matou em seguida

O delegado Paulo Bilynskyj, da Polícia Civil de São Paulo, que levou seis tiros da noiva, Priscila Delgado de Barrios, no apartamento onde mora, em São Bernardo do Campo, em 20 de maio, passará por nova cirurgia para tentar recuperar o dedo atingido por dois disparos.
 

A informação foi repassada pela família de Bilynskyj, através da conta do delegado no Instagram. A postagem diz: “Infelizmente, sabemos que o dedo nunca mais será o mesmo, mas a equipe médica fez o máximo possível para diminuir a extensão dos danos”.

Relembre o caso:

O delegado foi encontrado baleado no apartamento onde mora, em São Bernardo do Campo. A então noiva de Bilynskyj, Priscila Delgado de Barrios, foi encontrada morta no local, também com marcas de tiro.

A versão do policial diz que Priscila teria atirado contra ele após se revoltar com mensagens lidas no celular. Em vídeo, ele afirma que ela efetuou seis disparos contra ele e depois deu um tiro em si mesma. A Polícia Civil investiga o caso como suicídio e tentativa de homicídio.

A Polícia Civil e a Corregedoria da Polícia Civil ainda tentam desvendar o que realmente aconteceu no apartamento. As hipóteses giram em torno de: tentativa de homicídio seguida de suicídio; feminicídio; homicídio; e legítima defesa.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »