11/07/2020 às 06h43min - Atualizada em 11/07/2020 às 06h43min

Capitão da PM apontado como chefe de milícia no Rio se entrega à polícia

Leonardo Magalhães Gomes da Silva é investigado por diversos crimes na zona oeste do Rio de Janeiro, entre eles assassinatos

Acusado de chefiar uma narcomilícia na zona oeste do Rio de Janeiro, o capitão da Polícia Militar Leonardo Magalhães Gomes da Silva se entregou na madrugada desta sexta-feira (10/7). Segundo informações do jornal Extra, ele se apresentou na Delegacia de Homicídios, na Barra da Tijuca.

O militar foi alvo de uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público na quarta-feira (8/7). Após a ação, Leonardo chegou a ser considerado foragido e teve a imagem divulgada no Portal de Procurados. Investigadores vinculam ao capitão a morte de várias pessoas nas regiões de Vargem Pequena e Vargem Grande.

Além de ser acusado de chefiar uma milícia responsável por diversos homicídios, Leonardo é investigado por tráfico de drogas, extorsão, agiotagem, corrupção e grilagem de terra.

A operação contra a organização no Rio contou com 200 policiais, entre agentes da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) e militares da Corregedoria da PM.

Os principais redutos do grupo, segundo o Ministério Público do estado são os bairros de Jacarepaguá, Vargem Pequena e Vargem Grande.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »