30/07/2020 às 06h13min - Atualizada em 30/07/2020 às 06h13min

Questionado por senadores, Aras disse não ter provas de crimes da Lava Jato

Aras nega "fim da Lava Jato" e culpa delação de Tacla Durán

Por Claudio Dantas - O Antagonista - 29/07/2020 - 19:36:34

 

 

Na live mais cedo com senadores do Muda Senado, Augusto Aras foi questionado sobre a acusação de que a força-tarefa da Lava Jato poderia fazer “chantagem e extorsão” com os dados de 38 mil pessoas.

 

Segundo um dos participantes, o PGR disse não ter provas de ilegalidades, que apenas falava em tese, durante a live para a TVPT, e apenas estaria preocupado com a falta de transparência sobre o banco de dados da Lava Jato, de 350 terabytes.

 

Ele também negou que tenha qualquer informação sobre diligências realizadas pela força-tarefa sem prévia autorização judicial e restringiu-se às ilações sobre problemas no sistema de distribuição de processos da força-tarefa em São Paulo e fraudes nas listas tríplices do MP.

 

O PGR defendeu mais uma vez que a Corregedoria tenha acesso a todo o banco de dados das forças-tarefas, mesmo sem ordem judicial, para fins correcionais. Diversas vezes, Aras demonstrou animosidade pessoal em relação a Deltan Dallagnol.

 

 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego