08/08/2020 às 06h47min - Atualizada em 08/08/2020 às 06h47min

Jovem diz que foi agredido e acusado de roubo ao trocar relógio em shopping

A abordagem aconteceu quando Matheus Fernandes estava esperando atendimento em uma loja e notou que estava sendo seguido

Um jovem de 18 anos denunciou que foi agredido e ameaçado, nessa quinta-feira (6/8), por dois homens no Ilha Plaza Shopping, na Ilha do Governador (RJ). Segundo informações do G1, ele havia ido ao local trocar um relógio.

A abordagem aconteceu quando Matheus Fernandes estava esperando atendimento em na loja e notou que estava sendo seguido por homens à paisana. Em seguida, um deles se aproximou e disse: “Vamos ali”.

“Eu disse que não sairia dali e que não era nenhum ladrão. Fui tratado como se não fosse nada, e ainda colocaram uma pistola na minha cabeça. E por que isso? Porque estou com um relógio bacana sou ladrão?”, questionou o jovem.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, é possível ver Matheus no chão, imobilizado por um homem de camisa vermelha. Outro homem, de camisa preta, participa da ação. Em seguida, pessoas que passeavam pelo shopping se aproximam e exigem que Matheus seja solto

O jovem foi orientado a fazer o boletim de ocorrência on-line porque os atendimentos estão restritos devido à pandemia do coronavírus.

Envolvidos

A Renner, loja onde o rapaz tentou trocar o relógio, afirmou em nota que os agressores não trabalham na loja. “A Renner informa que repudia e não compactua com qualquer forma de violência e discriminação. Estamos tomando as medidas necessárias para esclarecer o fato e já nos colocamos à disposição do Matheus Fernandes para dar o suporte necessário”, afirmou.

O Ilha Plaza Shopping disse que lamenta profundamente o ocorrido e que repudia qualquer tipo de violência. Neste momento, o empreendimento está apurando rigorosamente os fatos para tomar as medidas necessárias.

“Os agressores não são funcionários do shopping. O nosso vigilante atuou de forma a controlar a situação. Estamos buscando as informações internamente sobre o que teria acontecido para tomarmos as medidas cabíveis. O shopping repudia a violência e iremos colaborar com as autoridades”, informou o local.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »