21/09/2020 às 17h17min - Atualizada em 21/09/2020 às 17h17min

Operação descobre fraude milionária em benefícios previdenciários do INSS

Organização criminosa contava com participação de servidor do INSS e policial militar

A força-tarefa Previdenciária e Trabalhista do Ministério da Economia deflagrou na manhã desta segunda-feira (21/9) a Operação Urbsluzia, para apurar fraude milionária em benefícios previdenciários no Piauí e no Maranhão.

Durante a ação, foi determinada a instalação de tornozeleira eletrônica rastreável em sete investigados, acusados de integrar esquema criminoso que fraudava benefícios de pensão por morte e salário-maternidade.

Entre os alvos da operação, está um servidor do Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Ele será afastado das funções por determinação judicial, de acordo com informações do Ministério da Economia.

O juízo da 1ª Vara Federal em São Luís (MA) determinou o cumprimento de oito mandados de busca e apreensão contra a organização criminosa, além de outras medidas restritivas de direitos.

As diligências identificaram que o grupo era especializado em inserir dados falsos nos sistemas previdenciários para obtenção dos benefícios. O prejuízo foi estimado em R$ 1,8 milhão, podendo chegar a R$ 4,2 milhões, caso não fosse descoberto.

“Os supostos segurados eram cooptados por familiares do servidor e também contavam com apoio de um policial militar para dar segurança no momento dos saques, em espécie, dos benefícios junto à rede bancária”, explicou a pasta.

Após a análise dos documentos apreendidos, poderão ser identificados outros benefícios previdenciários a serem avaliados pela força-tarefa, resultando em cifras ainda maiores.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »