06/12/2020 às 06h35min - Atualizada em 06/12/2020 às 06h35min

Na boca do povo, o STF virou piada!

Revoltados e inconformados com a tal corte, os internautas passaram a chamar o STF de a “CASA DA MÃE JOANA”.

Vital Furtado
Ilustração: Google

A Suprema Corte brasileira de justiça (STF), que deveria ser motivo de orgulho e de austeridade perante a sociedade brasileira, dia após dia, acaba sendo motivo de piadas, tudo isso, devido polêmicas e escândalos inusitados que a atual corte, por sinal, a pior corte de toda a história da Instituição promove contra a Nação Brasileira.

Os últimos acontecimentos que envolveram vários dos que lá no STF são apelidados de “ministros” foram realmente de “envergonhar” e dar nojo à população brasileira.
Como assistimos, O “Ministro” Ministro do STF, Gilmar Mendes, sendo hostilizado em avião e, dias depois hostilizado novamente durante passeio em Portugal.  Já os “ministros” Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio, foram hostilizados em sessão de seminário que acontecia na Universidade de Coimbra, Portugal.

 Lewandowski, durante um vôo, foi abordado por um dos passageiros, que disse sentir vergonha do STF e foi conduzido a pedido do ministro, para ser ouvido pela Polícia Federal, sendo inclusive ameaçado de ser preso. O caso, além de indignar a opinião pública foi visto como um atentado a democracia. Dias depois a esse episódio, como se não bastasse, Marco Aurélio Mello, superou a lista das aberrações, após deferir favoravelmente a uma Ação Declaratória de Constitucionalidade, de autoria do PCdoB, declarando ilegal, “todas” as prisões de condenados em segunda instância.    

Com tantos desmandos, decisões completamente absurdas e que ferem a Constituição Federal, e digo mais; o sofrimento de um “ministro” do STF quando vê um bandido condenado, está levando os brasileiros à se levantarem por um verdadeiro clamor público por justiça e segurança pública. Não se sabe se, temendo uma reação mais forte por parte dos políticos ,os abutres tomaram uma dose de CIMANCOL, passaam algumas gotas de ÓLEO DE PEROBA na cara e mesmo temerosos, decidiram VETAR  a reeleição de Alcolumbre e Maia às presidências das respectivas casas.

Percebemos que a cada dia os índices de violência atingem níveis jamais vistos na história de nosso País. As famílias vivem com medo, trancadas em suas residências e se tornando reféns dos bandidos. A esperança de que os governantes tomem  providências enérgicas e eficazes, esta cada vez mais remotas, até porque o que assistimos nos noticiários são os que se dizem representantes do povo, cada vez mais atolados na corrupção e formação de quadrilha para abocanhar o erário público.

Apesar da pauta prioritária da última eleição ter sido pautada na questão da segurança pública, ética, moralização e justiça, por sinal, o sonho e vontade do povo brasileiro, os que se dizem “representantes do povo brasileiros, seja do Executivo, Legislativo e Judiciário, estão completamente  fora de sintonia com a vontade popular e atuando muito mais a favor do criminoso do que das pessoas de bem.
Essa atual corte, repito; A PIOR DE TODOS OS TEMPOS, não cumpre com o seu papel de guardiã da Carta Magna do país e olha por cima dos ombros para uma sociedade carente de valores humanos, morais e de justiça social.  Daí, vem a revolta popular que eleva e credita a atual corte o título de imoral e a vergonha do país. Esquecem os tais “ministros” de que, quando os que mandam perdem a moral e a vergonha, os que deveriam obedecer perdem o respeito.

Esses indivíduos chamados autoridades, de todos os poderes constituídos,  devem com a máxima urgência se portarem de maneira digna e exemplar para resgatar a austeridade (se é que um dia ativeram) que jamais deveria ter sido perdida.

O comportamento de alguns ministros do STF, do Bolsonaro que ainda não desceu do palanque para governar e do enlameado Congresso Nacional em nada está contribuindo para que a população brasileira possa vê-los como autoridades de credibilidade.Chega de bandidos nas ruas, chega de tanto ladrão na política e chega de um Judiciário mãezona para os que vivem à margem da Lei.
Queremos menos bandidos nas ruas e principalmente na política. 

No auge dos meus 66 anos idade, ainda acredito que essa corte possa repensar  a sua atuação como VERDADEIRA GUARDIà ZELOSA da Constituição do meu país. Que o presidente da república ao indicar um novo nome para a corte, que indique alguém que não tenha nascido com a corrupção no DNA.

Enquanto isso  continuo aqui no meu reduto acreditando que O STF não é uma vergonha. Alguns ministros, sim. E aproveito para encerrar essa narrativa ao estilo Bob Dylan: “Não consigo deixar de me sentir envergonhado por viver num mundo onde a justiça é um jogo”, dizia Bob.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego