15/04/2017 às 06h59min - Atualizada em 15/04/2017 às 06h59min

Máscaras arrancadas. Ídolos caídos. Ilusões desfeitas. e Agora, o que fazer?

Afinal, não só pertenci ao partido até ele me decepcionar por completo, como continuei mantendo contato com amigos que me colocavam a par do que rolava nos bastidores do PT

Do Blogue Náufrago da Utopia
 
 

Desde o processo do mensalão eu sabia que a maior parte das acusações contra grãos petistas procedia. Afinal, não só pertenci ao partido até ele me decepcionar por completo, como continuei mantendo contato com amigos que me colocavam a par do que rolava nos bastidores do PT. Ademais, jornalista profissional honesto consigo mesmo invariavelmente aprende a discernir, pelo mero noticiário, quando os ídolos têm pés de barro.

 

Mas, fiel à minha convicção de que a corrupção é intrínseca ao capitalismo (e à democracia burguesa), nunca embarquei nessas cruzadas moralistas que, de antemão sabia, nada resolveriam em médio e longo prazos. A onda passa e as maracutaias vão retornando, até se tornarem tão ostensivas que a indignação coletiva eclode e uma nova faxina purificadora se inicia. Que graça têm os filmes quando já conhecemos o final?

 

Tentava é fazer uma revolução que estabelecesse prioridades mais dignas para os seres humanos, pois enquanto eles forem movidos pela ganância, sempre haverá espertos tentando encurtar, mediante ilegalidades, o caminho para a obtenção de riquezas e poder.

 

Então, muitos companheiros crédulos certamente estarão estarrecidos com as revelações que agora inundam a imprensa, a partir das delações premiadas da Odebrecht. 

 

Durante tanto tempo acreditaram piamente nas mentiras e fantasias provenientes daqueles que pertenceriam ao nosso lado e agora tomam conhecimento de que a roubalheira era praticada com idêntico cinismo por todas as forças do espectro da política oficial!

 

Espero que, ao invés de chutarem latas de lixo pelas ruas, aqueles para quem a ficha acabou de cair tenham a reação correta: abandonar todas as ilusões no sistema capitalista, suas cabeças de hidra e seus tentáculos de polvo, passando a lutar fora dele, contra ele e sem nenhuma condescendência em relação a ele. A salvação está nas ruas. Os podres Poderes já atingiram o estágio de putrefação.

 

 

Desde o processo do mensalão eu sabia que a maior parte das acusações contra grãos petistas procedia. Afinal, não só pertenci ao partido até ele me decepcionar por completo, como continuei mantendo contato com amigos que me colocavam a par do que rolava nos bastidores do PT. Ademais, jornalista profissional honesto consigo mesmo invariavelmente aprende a discernir, pelo mero noticiário, quando os ídolos têm pés de barro.

 

Mas, fiel à minha convicção de que a corrupção é intrínseca ao capitalismo (e à democracia burguesa), nunca embarquei nessas cruzadas moralistas que, de antemão sabia, nada resolveriam em médio e longo prazos. A onda passa e as maracutaias vão retornando, até se tornarem tão ostensivas que a indignação coletiva eclode e uma nova faxina purificadora se inicia. Que graça têm os filmes quando já conhecemos o final?

 

Tentava é fazer uma revolução que estabelecesse prioridades mais dignas para os seres humanos, pois enquanto eles forem movidos pela ganância, sempre haverá espertos tentando encurtar, mediante ilegalidades, o caminho para a obtenção de riquezas e poder.

 

Então, muitos companheiros crédulos certamente estarão estarrecidos com as revelações que agora inundam a imprensa, a partir das delações premiadas da Odebrecht. 

 

Durante tanto tempo acreditaram piamente nas mentiras e fantasias provenientes daqueles que pertenceriam ao nosso lado e agora tomam conhecimento de que a roubalheira era praticada com idêntico cinismo por todas as forças do espectro da política oficial!

 

Espero que, ao invés de chutarem latas de lixo pelas ruas, aqueles para quem a ficha acabou de cair tenham a reação correta: abandonar todas as ilusões no sistema capitalista, suas cabeças de hidra e seus tentáculos de polvo, passando a lutar fora dele, contra ele e sem nenhuma condescendência em relação a ele. A salvação está nas ruas. Os podres Poderes já atingiram o estágio de putrefação.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego