14/06/2021 às 08h56min - Atualizada em 14/06/2021 às 08h56min

Três caseiros viram o suspeito de chacina no DF na manhã deste domingo

Funcionários de fazenda em Cocalzinho encontraram Lázaro de Sousa próximo a uma porteira da propriedade. Acusado fugiu em direção à mata

Três caseiros de uma fazenda de Cocalzinho (GO) viram, na manhã deste domingo (13/6), Lázaro Barbosa de Sousa, 32 anos, suspeito de cometer uma chácara no Incra 9, em Ceilândia.
 

Os funcionários estavam armados com facões e foices e encontraram o acusado de matar a família quando fechavam uma porteira da propriedade. Segundo informações da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), isso aconteceu às 8h de hoje.

Lázaro fugiu e se escondeu, novamente, em uma mata fechada. Imediatamente, equipes da PMDF seguiram para a região e se posicionaram no cerco ao criminoso.

Diversas forças policiais ocupam 17 fazendas na região de Cocalzinho. Unidades da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), da Polícia Militar (PMDF), da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal (PF) estão espalhadas em pontos estratégivos. As buscas ocorrem em propriedades da região e na mata.

Veja fotos da operação:

A PM e o Corpo de Bombeiros de Goiás também estão envolvidos na força-tarefa. O gabinete de crise, inclusive, foi montado pela PMGO.

Lázaro é acusado de matar, na última quarta-feira (9/6), Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, Gustavo Marques Vidal, 21, e Carlos Eduardo Marques Vidal, 15. Ele ainda sequestrou Cleonice Marques de Andrade, 43 anos, esposa e mãe das vítimas. O corpo dela foi encontrado nesse sábado, em um matagal. O cadáver estava sem roupa e com diversos cortes nas nádegas, em uma zona de mata próxima à BR-070.


Depois disso, continuou a aterrorizar a população das áreas rurais entre Ceilândia e Cocalzinho.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego