14/07/2021 às 08h50min - Atualizada em 14/07/2021 às 08h50min

Coreia do Sul proíbe música agitada nas academias durante a pandemia

Segundo as autoridades sul-coreanas, canções acima de 120 bpm provocam respiração mais rápida e maior produção de suor, que poderiam favorecer a transmissão da covid-19

Se você acha que são excessivas as medidas restritivas adotadas por governantes no Brasil durante a pandemia de covid-19, saiba que na Coreia do Sul até a música que toca nas academias foi regulamentada.

As autoridades sul-coreanas proibiram que estabelecimentos que proporcionem atividades físicas executem canções com batidas mais agitadas, incluindo muitas composições do popular estilo k-pop (originário nesse país), que tem como grande destaque a banda masculina BTS. Segundo matéria do jornal britânico The Guardian, as músicas com mais de 120 batidas por minuto (bpm) estão proibidas durante exercícios em grupo, como aeróbica e spinning, nas academias da Coreia do Sul.

Autoridades de saúde, citadas pelo periódico, afirmam que a medida tem o objetivo de evitar que as pessoas respirem muito rápido ou espirrem suor nas outras, “favorecendo a transmissão do novo coronavírus”, o que poderia levar ao fechamento dos estabelecimentos, como aconteceu anteriormente na pandemia.

Claro que a regra foi classificada como “absurda” por muitos coreanos, e os donos de academias consideram as regras pouco eficazes ou “irreais”.

“Tocar músicas agitadas é para animar nossos clientes e o melhorar o clima, mas minha maior dúvida é se tocar música clássica ou canções do BTS provou ter algum impacto na disseminação do vírus”, comenta Kang Hyun-ku, proprietário de uma academia, citado pelo The Guardian. “Muitas pessoas usam seus próprios fones de ouvido hoje em dia, e como você vai controlar as listas de reprodução deles?”, completa o empresário.

O jornal britânico lembra que dos sucessos atuais do k-pop, a música Permission to Dance, da banda BTS, possui 127 bpm. Já a canção PTT (Paint the Town), do grupo feminino Loona, chega a 125 bpm. Porém, a composição Weekend, da cantora coreana Taeyeon, pode ser tocada nas academias do país asiático, pois possui 114 bpm.

O The Guardian lembra que quase um milhão de pessoas em todo o mundo “favoritaram” a playlist de ginástica do aplicativo Spotify. O problema é que nenhuma de suas 10 faixas iniciais está abaixo de 120 bpm, incluindo o hit Time Is Hardcore, do DJ britânico High Contrast, que chega a 169 bpm.

Entre as músicas mais famosas associadas às academias de ginástica estão Eye of the Tiger, da banda Survivor, que atinge 108 bpm, e Stronger, do rapper americano Kanye West, com “apenas” 106 bpm. Com exatas 120 bpm, está permitida na Coreia do Sul a canção Flashdance – What a Feeling, hit dos anos 1980 na voz da cantora Irene Cara.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Oportunidade_de_emprego